Leia também:
X “Ninguém vai dar golpe em cima de mim”, diz Bolsonaro

Bolsonaro chama Moro de Judas e questiona caso Adélio

Presidente compartilhou vídeo que mostra pessoas falando com o autor da facada momentos antes do crime

Paulo Moura - 02/05/2020 10h49 | atualizado em 02/05/2020 11h00

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Carolina Antunes

Em uma publicação no Twitter na manhã deste sábado (2), o presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar as investigações sobre o atentado realizado contra ele, em setembro de 2018, por Adélio Bispo.

Na postagem, Bolsonaro compartilhou um vídeo em que o autor mostra falas que, segundo ele, provariam que Adélio não agiu sozinho. Na mensagem que acompanha o arquivo, o chefe do Executivo chama o ex-ministro Sergio Moro de “Judas” e questiona a investigação do crime.

– Os mandantes estão em Brasília? O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse? Nada farei que não esteja de acordo com a Constituição. Mas também não admitirei que façam contra mim e ao nosso Brasil passando por cima da mesma – escreveu.

No vídeo compartilhado pelo chefe do Executivo, um técnico de informática comenta um outro vídeo que mostra a movimentação próxima de Bolsonaro, momentos antes do atentado contra ele.

Na gravação, é possível ouvir vozes dizendo frases como “calma, Adélio” e “calma rapaz, não dá agora”. Além disso, é perceptível ouvir uma outra pessoa dizendo “tem que ter paciência, cara”.

O depoimento de Moro, citado por Bolsonaro, acontecerá em Curitiba, entre o fim da manhã e o início da tarde deste sábado. A oitiva do ex-ministro foi determinada na última quinta-feira (30), pelo relator do caso, ministro Celso de Mello, que pediu que Moro fosse ouvido pela PF em até cinco dias.

Dois delegados do Serviço de Inquéritos Especiais (Sinq), grupo que investiga inquéritos que correm no Supremo Tribunal Federal (STF), e procuradores da equipe do procurador-geral da República, Augusto Aras, também participarão.

Leia também1 Moro prestará depoimento à Polícia Federal neste sábado
2 Malafaia desmente a Veja e acusa imprensa de fake news
3 Aras avisa para Sergio Moro que não aceita ser intimidado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.