Leia também:
X MEC denuncia perfis falsos se passando por novo ministro

Bolsonaro: AGU recorre de decisão sobre uso de máscara

Advocacia-Geral da União alega que multa adicional ao chefe do Executivo é desnecessária

Paulo Moura - 26/06/2020 13h51

Presidente Jair Bolsonaro Foto: PR/Isac Nóbrega

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu, nesta sexta-feira (26), da decisão da Justiça Federal que obriga o presidente Jair Bolsonaro a utilizar máscara de proteção em locais públicos. No recurso, a AGU afirma que Bolsonaro já está sujeito à norma do governo do Distrito Federal (GDF), válida desde abril.

Segundo a AGU, o presidente deve ser tratado como qualquer outro cidadão e não pode ser alvo de uma multa adicional, além da que já está prevista pelo governo distrital. O órgão ainda alega que é “absolutamente dispensável e desnecessária” uma decisão específica para obrigar o presidente a usar o item.

A decisão que determinou a multa, assinada na segunda-feira (22) pelo juiz Renato Coelho Borelli, da 9ª Vara Federal Cível de Brasília, estipulou um valor de R$ 2 mil por dia em caso de descumprimento da decisão judicial. O valor é igual ao que está previsto pela norma do GDF para quem for flagrado sem a máscara.

Para justificar a decisão, Borelli disse ter constatado em “inúmeras imagens” disponíveis na internet que o presidente não estaria cumprindo a determinação do GDF, “expondo outras pessoas à propagação de enfermidade que tem causado comoção nacional”.

Leia também1 MEC denuncia perfis falsos se passando por novo ministro
2 Jornalista Oswaldo Eustáquio é preso pela Polícia Federal
3 Um dos hackers que atacou Bolsonaro é menor de idade
4 Weintraub deseja boa sorte ao novo ministro da Educação
5 Bolsonaro inaugura obra que leva água ao estado do Ceará

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.