Leia também:
X Lula tem 8 dias para recorrer no processo do sítio de Atibaia

Bolsonaro agradece esforço de Maia pela nova Previdência

Presidente fez pronunciamento em cadeia nacional

Gabriela Doria - 24/04/2019 20h46 | atualizado em 25/04/2019 12h36

Presidente Jair Bolsonaro agradeceu trabalho de Maia pela nova Previdência Foto: Agência Brasil/Antônio Cruz

Em pronunciamento em cadeia nacional nesta quarta (24), o presidente Jair Bolsonaro agradeceu a aprovação do projeto da reforma da Previdência na Câmara de Constituição e Justiça (CCJ).

Em seu discurso, Bolsonaro agradeceu diretamente ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pelo “comprometimento” com a reforma. O presidente também reconheceu o apoio dos parlamentares favoráveis à nova Previdência.

Bolsonaro também lembrou da necessidade da reforma, e alertou que, se isto não acontecer, o país não terá recursos suficientes para garantir a aposentadoria de todos.

– Sem mudanças, o governo não terá condições de investir nas áreas mais importantes para as famílias como saúde, educação e segurança – declarou o presidente.

LEIA O PRONUNCIAMENTO NA ÍNTEGRA
Senhoras e senhores, boa noite.

Ontem, a Comissão de Constituição e Justiça aprovou a constitucionalidade da proposta que cria a nova Previdência. Agradeço o empenho e o trabalho da maioria dos integrantes da comissão e também o comprometimento do presidente Rodrigo Maia. A proposta segue agora para a comissão especial, onde os deputados vão discutir os detalhes do projeto.

O governo continua a contar com o espírito patriótico dos parlamentares para a aprovação da nova Previdência nessa segunda etapa e também posteriormente no plenário da Câmara dos Deputados. É muito importante lembrar que, se nada for feito, o país não terá recursos para garantir aposentadoria para todos os brasileiros.

Sem mudanças, o governo não terá condições de investir nas áreas mais importantes para as famílias como saúde, educação e segurança. Temos certeza que a nova Previdência vai fazer o Brasil retomar o crescimento, gerar empregos e, principalmente, reduzir a desigualdade social porque, com a reforma, os mais pobres pagarão menos.

O Brasil tem pressa.

Muito obrigado a todos e boa noite.

Leia também1 Rodrigo Maia rejeita pedido de impeachment de Mourão
2 Veja por que Carlos Bolsonaro critica atitudes de Mourão
3 Irritado com críticas de Carlos, Mourão quer "virar a página"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.