Leia também:
X Renan celebra decisão da ONU sobre julgamento de Lula

BK oferece lanche a R$ 6 para quem apresentar título de eleitor

Ação faz parte da campanha "Fome de Democracia"

Thamirys Andrade - 28/04/2022 16h03 | atualizado em 28/04/2022 16h08

Burger King Foto: Pixabay

A rede de restaurantes Burger King anunciou que dará descontos a clientes que apresentarem o título de eleitor no ato da compra de seus produtos. A iniciativa, que vale entre os dias 27 e 29 de abril, faz parte da campanha Fome de Democracia, que visa estimular que jovens de 16 e 17 anos votem nestas eleições.

Na ação, itens como o Chicken Jr., a Batata Média, o Onion Rings Média, o BK Mix Brownie ou Ovomaltine saem a R$ 6. A campanha é aceita nas lojas próprias de todo o Brasil, não valendo para delivery, aplicativo ou totem. Comprovantes da tiragem ou regularização do título também são aceitas.

Segundo a diretora de marketing e inovação da BK Brasil, Juliana Cury, uma das características da empresa é “falar sobre temas emblemáticos e de relevância social”.

– Esse é um posicionamento que assumimos como marca, compreendendo que a nossa voz e o nosso espaço são essenciais para debates socialmente pertinentes. Não estamos aqui para escolher lados, mas sim, ressaltar o quão importante é o voto dos cidadãos, que são o nosso público, para que possamos evoluir, cada dia mais, como país. Todos precisam fazer a sua parte e é justamente esse movimento positivo que queremos estimular. Para ter um Brasil do seu jeito, cada eleitor precisa fazer sua parte – declarou Juliana Cury.

Leia também1 União abandona 3ª via, e Bivar é acusado de trair a aliança
2 Sergio Moro comenta decisão da ONU sobre julgamento de Lula
3 Avião com Eduardo Bolsonaro arremete ao tentar pouso no RS
4 ONU quer divulgação do governo sobre decisão a favor de Lula
5 Lava Jato: Justiça condena União a indenizar advogado de Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.