Leia também:
X Vice-prefeita de Salvador será a vice na chapa de Ciro Gomes

“Beijo do gordo”: Políticos reagem à morte de Jô Soares

Parlamentares e presidenciáveis prestaram homenagens nas redes sociais

Monique Mello - 05/08/2022 12h51 | atualizado em 05/08/2022 13h01

Jô Soares com seu tradicional bordão Foto: Reprodução/TV Globo

Além de artistas e amigos, figuras políticas também se manifestaram em condolências pela morte de Jô Soares, um dos maiores nomes da televisão brasileira. Parlamentares como o senador Flávio Bolsonaro (PL) e presidenciáveis, como Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) usaram as redes sociais para as homenagens.

– O Brasil amanheceu muito triste, com menos motivo para rir e menos ágil no pensar. Perdemos Jô Soares, uma das nossas maiores referências de inteligência, talento e humor. Descanse em paz, querido Jô – escreveu Ciro Gomes em seu Twitter, compartilhando uma foto de quando ele foi entrevistado pelo apresentador.

– Uma grande tristeza. O ator, diretor, escritor, humorista e brilhante Jô Soares nos deixou nesta manhã aos 84 anos. Seus personagens marcaram nossas vidas, e o Brasil aprendeu muito com sua inteligência – declarou Simone Tebet.

O senador Flávio Bolsonaro (PL) disse que o Brasil perdeu um dos grandes talentos, enquanto o candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio Freitas (Republicanos), chamou o comunicador de “brilhante”.

O presidente do Congresso Nacional Rodrigo Pacheco (PSD) destacou os inúmeros talentos do artista veterano.

– Jô foi apresentador, humorista, diretor, escritor de livros e dramaturgo. Sua trajetória é parte da cultura brasileira. Meus sentimentos e solidariedade aos familiares, amigos, colegas e fãs – escreveu.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou relembrando que já foi entrevistado por Jô muitas vezes.

– Fui entrevistado por ele várias vezes, sempre com independência e disposição de ouvir o entrevistado. O Brasil hoje, neste momento tão difícil, perde uma parte do seu humor, talento e inteligência. Mas nunca esquecerá da obra que nos deixou Jô Soares – disse o petista.

A ex-presidente Dilma Rouseff (PT) não poupou elogios: “Escritor notável, humorista brilhante e entrevistador sensível”.

Os ex-ministros da Saúde e da Justiça, Eduardo Pazuello (PL) e Sérgio Moro (União Brasil) também se manifestaram, assim como o presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP) e o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Confira:

Leia também1 Vizinha de Jô, Galisteu diz que escritor travava luta na saúde
2 Ex-esposa de Jô Soares faz homenagem ao humorista
3 Família decide não divulgar causa da morte de Jô Soares
4 Famosos e amigos lamentam morte do humorista Jô Soares
5 Zagallo tem melhora e deve receber alta nos próximos dias

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.