Leia também:
X Bancos abrem em horário especial nesta terça-feira

Bebianno: “Bolsonaro precisa de tratamento psiquiátrico”

Ex-ministro disse que vai entrar na Justiça contra o presidente

Henrique Gimenes - 23/12/2019 18h24

Ex-ministro Gustavo Bebianno ao lado do presidente Jair Bolsonaro Foto: Rafael Carvalho/governo de Transição

Nesta segunda-feira (23), o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno, disse que irá acionar a Justiça contra Jair Bolsonaro. O motivo foi uma declaração do presidente à revista Veja, que sugeriu a participação de Bebianno no atentado cometido por Adélio Bispo nas eleições do ano passado. A declaração foi dada durante entrevista ao site Congresso em Foco.

– Já estou me mexendo para promover uma interpelação criminal. Depois, ação cível – apontou.

Bebianno foi demitido do cargo em fevereiro após ver seu nome envolvido no uso de candidaturas laranja por parte do PSL. O ex-ministro, que coordenou a campanha de Bolsonaro no ano passado, afirmou que o presidente “precisa de tratamento psiquiátrico”.

– A raiva passou. Sinto pena. O Jair está nitidamente desequilibrado. Precisa urgentemente de tratamento psiquiátrico. Estou também preocupado, uma vez que o país está sob seu comando. Isso tudo é muito triste. Não era para ser assim – destacou.

Na entrevista dada à Veja, Bolsonaro não citou o nome do ex-aliado.

– O meu sentimento é que esse atentado teve a mão de 70% da esquerda, 20% de quem estava do meu lado e 10% de outros interesses. Tinha uma pessoa do meu lado que queria ser vice. O cara detonava todas as pessoas com quem eu conversava. Liguei para convidar o Mourão às 5 da manhã do dia em que terminava o prazo de inscrição. Se ele não tivesse atendido, o vice seria essa pessoa. Depois disso, eu passei a valer alguns milhões deitado – afirmou o presidente.

Leia também1 Aliança pelo Brasil: meta é de 1,5 milhão de assinaturas
2 Não apoiarei Bolsonaro com fim da TV Escola, diz Vereza
3 Decreto de Bolsonaro extingue mais de 27 mil cargos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.