Leia também:
X SP: Parques e instituição cultural ganharão nome de Bruno Covas

Barroso sobre voto impresso: ‘Judicialização das eleições’

Ministro diz que seria como "andar para trás"

Monique Mello - 22/05/2021 18h57 | atualizado em 22/05/2021 19h09

Ministro Luís Roberto Barroso, do STF Foto: Carlos Humberto/ SCO/ STF

Nesta sexta-feira (21), Luís Roberto Barroso voltou a se manifestar contra o voto impresso, defendido pelo presidente Jair Bolsonaro. Para ele, um possível retorno da modalidade de voto não vai acabar com os questionamentos sobre fraudes nas eleições, mas seria um “atraso, como voltar ao orelhão”.

– É simplesmente dar um passo para trás – disse em entrevista à CBN.

Barroso diz que com esse modelo, muitos candidatos que perderem irão pedir recontagem e conferência.

– Nós vamos judicializar o resultado das eleições. Em um país que judicializa tudo, nós não precisamos disso – afirmou.

Sobre denúncias de fraudes no processo eleitoral eletrônico, o ministro demonstra não considerar ‘relevante’.

– Para ser sincero, para mim só terá alguma relevância o dia que vier uma prova. O resto faz parte de um debate em um universo que não é o meu – finalizou.

 

Leia também1 Veja a vida pregressa dos "Supremos": Luís Barroso
2 Delação de Cabral: Gilmar quer que PGR investigue delegado
3 Governo prepara PEC para prorrogar auxílio, dizem fontes
4 Maia sobre reunião entre Lula e FHC: "O que a sociedade espera"
5 STJ mantém investigação contra padre Robson suspensa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.