Leia também:
X Bolsonaro participa de evento militar no Rio de Janeiro

Barroso: Responsabilidade fiscal não é só “coisa de direita”

Ministro falou em "sintonia fina" entre as responsabilidades fiscal e social no país

Pleno.News - 26/11/2022 12h48 | atualizado em 28/11/2022 11h03

Ministro Roberto Barroso durante sessão do STF Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu neste sábado (26) uma “sintonia fina” entre as responsabilidades fiscal e social no país.

A discussão sobre um suposto conflito entre fiscal e social tomou corpo após o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), questionar o controle do gasto com o bem-estar da população para proteger as contas públicas. Líderes do governo de transição saíram em defesa do petista e afirmam que ele nunca, em oito anos no comando do país, fez uma oposição entre responsabilidade fiscal e social, mas aliou as duas coisas.

– Nós precisamos acabar com essa ideia de que responsabilidade fiscal é coisa de direita. Responsabilidade fiscal é um pressuposto de economias saudáveis – afirmou o ministro em painel do grupo Esfera Brasil, em Guarujá (SP).

– A falta de responsabilidade fiscal gera inflação, juro alto, desemprego e recessão – acrescentou.

Barroso também criticou a corrupção institucionalizada no Brasil antes da Operação Lava Jato, criticada por colegas de painel como o advogado Cristiano Zanin, advogado de Lula ao longo da investigação.

– Não se chega à OCDE ou ao mundo desenvolvimento com os padrões de ética pública que se praticava no Brasil – declarou o ministro.

– Se não formos capazes de revisitar isso, vamos andar em círculos – completou.

*AE

Leia também1 Barroso: "Não adianta apelar para quartéis ou extraterrestres"
2 Senadores protocolam pedido de impeachment de Barroso
3 Em fevereiro, Barroso disse que sua vida virou "um inferno" após críticas de Bolsonaro
4 Dólar sobe com espera por PEC e fala de Fernando Haddad
5 Petrobras já perdeu R$ 116 bi, valor que pagaria o Bolsa Família

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.