Leia também:
X Viúva de Guilherme de Pádua foi internada após ameaças

Barroso é eleito para presidir a Primeira Turma do STF em 2023

Ministro irá substituir a ministra Cármen Lúcia

Pleno.News - 06/12/2022 16h00 | atualizado em 06/12/2022 16h50

Luís Roberto Barroso Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso foi eleito, nesta terça-feira (6), para presidir a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2023. Barroso irá substituir a ministra Cármen Lúcia.

– Vossa Excelência é um homem que sabe para muito além do Direito – elogiou a atual presidente da Primeira Turma.

A votação é feita entre os ministros que compõem o colegiado. É de praxe que o escolhido seja o membro mais antigo da Turma que ainda não tenha ocupado o cargo de presidente.

Barroso foi eleito por aclamação – quando a escolha é unânime. Ele foi presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até fevereiro e é o atual vice-presidente do STF.

– Ter a companhia de vossas excelências tem sido um alento nesta jornada dura que nós escolhemos. Mas a gente deve cumprir com alegria as missões que a vida nos dá – agradeceu o ministro.

Esta foi a última sessão da Primeira Turma em 2022. O colegiado julgou 4.970 processos ao longo do ano, em sessões presenciais, extraordinárias e virtuais.

Ao se despedir do cargo, Cármen Lúcia disse que os ministros trabalham com “empenho enorme”.

– Críticas há, haverá, algumas ácidas, algumas legítimas, acho que outras nem tanto, mas de toda sorte a resposta que o Supremo Tribunal Federal, por esta Primeira Turma, consegue oferecer aos cidadãos brasileiros não deixa em desvalia, nem em desconhecimento o trabalho hercúleo, enorme, que é desenvolvido por esta Casa, como é nossa obrigação, mas também com empenho enorme – declarou.

*AE

Leia também1 Segundo Barroso, o STF é alvo de muita incompreensão
2 Barroso diz que não se arrepende de ter dito "perdeu, mané"
3 Barroso: Responsabilidade fiscal não é só "coisa de direita"
4 Barroso: "Não adianta apelar para quartéis ou extraterrestres"
5 Barroso arquiva ações contra Bolsonaro em caso da Petrobras

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.