Leia também:
X ‘A sociedade está saturada desse cancelamento’, diz Maurício Souza

Bancada Feminista do PSOL denuncia Fernando Holiday

O Vereador e seu coordenador político estão sendo acusados de transfobia

Pleno.News - 30/10/2021 12h27 | atualizado em 31/10/2021 17h12

Vereador Fernando Holiday Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O vereador Fernando Holiday (Novo) foi denunciado nesta sexta-feira (29), à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Transfobia pela Bancada Feminista, formada pelo mandato coletivo do PSOL na Câmara Municipal de São Paulo.

Além do camarista, o seu coordenador político, Lucas Pavanato, também foi incluído na denúncia. A medida acusa os dois de propagarem “discurso de ódio” e de associarem a imagem de pessoas transexuais ao estupro.

Nas redes sociais, a Bancada informou que a carta enviada à CPI foi motivada após uma publicação de um material na ferramenta reels do Instagram postado pelo coordenador e compartilhado pelo vereador na rede social.

– O conteúdo do vídeo mostra Lucas Pavanato à frente de uma notícia de jornal que fala sobre mulheres trans que problematizaram a negativa de mulheres bissexuais e lésbicas em se relacionarem com pessoas trans – inicia.

– O assessor Lucas disserta contra essa situação, dizendo que numa sociedade saudável isso não seria discussão, e que só existem dois sexos biológicos: masculino e feminino; ignorando assim cerca de 2% da população que é intersexo – aponta outro trecho do material de protesto.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Lucas Pavanato (@lucaspavanato)


Na publicação, Lucas questiona: “as feministas ficarão de qual lado? DO lado das mulheres ou dos homens usando a condição de trans?”

Em mais um momento da carta, a Bancada diz que Holiday reforça a opinião do membro de sua equipe ao compartilhar o conteúdo e alega que “além de transfobia ao não reconhecer mulheres trans como do gênero feminino, nos chamando de homens, Lucas ainda associa nossa imagem ao estupro de mulheres, algo absurdo e que foge de qualquer discussão sobre religião ou liberdade de expressão. É puro discurso de ódio”, reforça.

O vídeo segue disponível nas redes sociais de Pavanato. O vereador Fernando Holiday ainda não se manifestou.

Instalada em setembro deste ano, a CPI da Transfobia é presidida pela vereadora Erika Hilton (PSOL). O vereador Eduardo Suplicy (PT) é o vice-presidente e a vereadora Cris Monteiro é a relatora.

*Com informações da AE

Leia também1 Lésbicas recusam sexo com trans e são acusadas de transfobia
2 Trans participa de propaganda de plataforma de Educação
3 Políticos LGBTs apresentam denúncia contra Maurício Souza
4 Felipe Andreoli ataca Maurício, mas é 'desmascarado' pela web
5 Primeiro preservativo "unissex" do mundo é criado por médico

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.