Leia também:
X Spike Lee chama Bolsonaro de gângster, e Camargo rebate

Aziz diz que a CPI não irá parar durante o recesso legislativo

Presidente da Comissão criticou férias da servidora da Saúde Regina Célia

Pierre Borges - 06/07/2021 17h13 | atualizado em 06/07/2021 17h51

Senador Omar Aziz, presidente da CPI da Covid Foto: Reprodução/Agência Senado

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, senador Omar Aziz, afirmou nesta terça-feira (6) que a comissão não irá aderir ao recesso legislativo, que ocorrerá de 18 de julho a 1º de agosto.

– Essa CPI não vai parar. Essa CPI não vai ter recesso. Não temos direito, como senadores e senadoras, de parar enquanto as pessoas estão morrendo. Não temos direito, e ninguém vai nos obrigar a ter esse direito. Temos a vida toda para tirar férias – disse Aziz.

Ele ainda criticou a depoente de hoje da Comissão, a servidora Regina Célia, do Ministério da Saúde, que tirou férias enquanto fiscalizava contratos da pasta para aquisição de imunizantes.

– Não dá para tirar férias com pessoas sendo vítimas da Covid-19 pelo negacionismo, pela falta de espírito público, como temos visto servidores se reunir em restaurante para tratar de propina; como vejo a senhora, que poderia ter feito esse relatório antes de tirar férias, mas esperou para fazer depois. Enquanto a senhora estava de férias, e nós, de férias, estará morrendo gente. Por isso, não haverá recesso – defendeu Aziz.

O presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, já informou que irá votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2022 nos próximos dias, o que estabelece automaticamente o recesso.

Leia também1 Variante Lambda avança pela América do Sul e alerta o Brasil
2 Queiroga avalia vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos
3 Saúde anuncia bancários e carteiros em prioridade da vacinação
4 Ministério da Economia decide vender 100% dos Correios
5 Datena se filia ao PSL já de olho nas eleições do ano que vem

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.