Leia também:
X EUA: Tiroteio em supermercado deixa ao menos 3 pessoas mortas

Aziz afirma que CPI vai recorrer para ouvir Wilson Lima

Ministra Rosa Weber liberou o governador do Amazonas de depor à comissão

Henrique Gimenes - 10/06/2021 14h55

Cúpula da CPI da Covid formada pelos senadores Randolfe Rodrigues, Omar Aziz e Renan Calheiros Foto: Agência Senado/Jefferson Rudy

Após a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberar o governador do Amazonas, Wilson Lima, de comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o colegiado informou que pretende recorrer da decisão. O senador Omar Aziz, presidente da CPI, disse respeitar a determinação, mas afirmou que o depoimento de Lima é importante para esclarecer o que ocorreu no Amazonas.

O depoimento do político estava marcado para ocorrer nesta quinta-feira (10). Em sua decisão, a ministra Rosa Weber ressaltou que por ser alvo de investigações que apuram o desvio de verbas públicas na pandemia, o governador amazonense deveria ter o direito de não produzir provas contra si.

Omar Aziz falou sobre recorrer contra a determinação da ministra logo no início da sessão da CPI.

– Primeiro, iremos recorrer dessa decisão. A Mesa, o Senado irá recorrer da decisão. Respeitamos a decisão da ministra Rosa Weber, como temos respeitado todas as outras decisões que aqui foram impetradas contra esta comissão parlamentar de inquérito. Mas acredito que o governador do estado do Amazonas perde uma oportunidade ímpar de esclarecer ao Brasil, mas principalmente ao povo amazonense, o que de fato aconteceu no estado do Amazonas – ressaltou.

Wilson Lima seria o primeiro governador a depor ao senadores da CPI. Além dele, estão marcados os depoimentos de mais oito governadores.

Leia também1 Governador justifica sua falta na CPI devido à violência no AM
2 CPI: Não querem investigar quem pode ter desviado dinheiro, diz Bolsonaro
3 Aziz e Renan serão processados por violência contra Dra. Nise
4 CPI aprova quebra de sigilos de Pazuello, Araújo e secretários
5 Renan apoia decisão do STF sobre Wilson Lima: 'É coerente'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.