CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Secretária de Saúde do Rio se tratou com cloroquina

Atriz que incitou ódio contra Bolsonaro alega ameaças

Maria Flor teria dito a amigos que não tem saído de casa

Paulo Moura - 07/04/2020 09h19 | atualizado em 07/04/2020 10h19

Maria Flor disse que queria esfregar a cara de Bolsonaro no asfalto Foto: Reprodução

A atriz Maria Flor, que se envolveu em uma polêmica após incitar a violência contra o presidente Jair Bolsonaro em um vídeo publicado no YouTube, alegou que tem sofrido ameaças depois da controversa fala.

Segundo a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a atriz da Globo teria dito a amigos que está “apavorada com as ameaças”. Flor também teria deixado de ir ao supermercado que fica próximo de sua casa, o que vinha fazendo, apesar do isolamento.

A declaração da atriz foi publicada no último dia 31, em seu canal no YouTube, onde a global afirmou que “queria só poder pegar o Bolsonaro e esfregar a cara dele no asfalto quente”.

Apesar do marido, o ator e youtuber Emanuel Aragão, tentar alegar que a situação não passava de brincadeira, Maria Flor reforçou que estava sim incentivando o ódio contra o presidente.

Imediatamente, internautas protestaram nas redes e afirmaram que a atriz global estaria cometendo um crime ao incitar a violência contra o chefe do Executivo.

Leia também1 Atriz revolta ao incentivar violência contra Bolsonaro
2 Pandemia da Covid-19 pode fazer ruir a zona do euro
3 SP: Prefeitos ignoram Doria e reabrem comércio no interior

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo