Leia também:
X Jair Bolsonaro: ‘Não tenho que responder perguntas de idiotas’

Assessor Filipe Martins vira réu por gesto com paletó no Senado

Juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, aceitou denúncia feita pelo MPF

Pleno.News - 24/06/2021 14h04 | atualizado em 24/06/2021 14h32

Gesto feito por Filipe Martins foi interpretado como racista Foto: Reprodução/TV Senado

A Justiça Federal de Brasília aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público Federal (MPF) e colocou o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência, Filipe Martins, no banco dos réus, por acusação de racismo. A decisão é do juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, que viu “justa causa” nas acusações.

– A denúncia se fez acompanhar de documentos que lhe conferem verossimilhança – escreveu o magistrado.

Martins terá dez dias para apresentar sua defesa. A denúncia foi motivada por um gesto feito pelo assessor durante uma sessão do Senado, no mês passado. O gesto foi associado a supremacistas brancos, embora Martins tenha alegado que estava apenas ajeitando a lapela do terno.

Na denúncia, o procurador regional Wellington Cabral Saraiva acusou o assessor especial da Presidência de aproveitar o momento de “ampla divulgação” e “grande visibilidade” para incitar, de forma velada, a discriminação. De acordo com o procurador, o inquérito levou em consideração não apenas as imagens transmitida pela TV Senado, mas também publicações anteriores de Martins.

*AE

Leia também1 Jair Bolsonaro: 'Não tenho que responder perguntas de idiotas'
2 Após "caso Anitta", aplicativo do Nubank apresenta instabilidade
3 'Culpa de Lula foi reconhecida por dez juízes’, diz Sergio Moro
4 Lira é favorável a mudanças no Código Eleitoral para 2022

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.