Leia também:
X Senador Esperidião Amin revela que está com Covid-19

Após ser vetada em jantar, Dilma se encontrará com Lula em SP

Reunião terá como pauta principal as eleições de 2022

Thamirys Andrade - 03/01/2022 12h36 | atualizado em 03/01/2022 13h48

Ex-presidentes Dilma e Lula Foto: PR/Beto Barata

Os ex-presidentes petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff se encontrarão em São Bernardo do Campo (SP) para conversar sobre as eleições de 2022.

A reunião, solicitada por Lula, ocorre após Dilma ser vetada do jantar do presidenciável com aliados, no último dia 19. As informações são da colunista Malu Gaspar, do jornal O Globo.

O encontro presencial entre os dois políticos está previsto para ocorrer em meados de janeiro e é o primeiro desde novembro, quando Lula viajou para a Europa. Ainda assim, ambos os petistas conversam quase semanalmente por telefone.

Entre os assuntos a serem debatidos na reunião está a possível aliança de Lula com seu ex-adversário político Geraldo Alckmin (sem partido).

Segundo afirmou a aliados, Dilma não vê a estratégia com bons olhos por crer que uma chapa conjunta não traria vantagens a Lula. Na avaliação de Rousseff, o presidenciável não atrairia votos com a jogada e ainda poderia perder aliados na esquerda.

O encontro deve ocorrer somente após o dia 10, pois Dilma está de férias no Rio de Janeiro, junto de sua família. Antes de retornar para casa, em Porto Alegre, ela fará escala em São Paulo, para reunir-se com Lula.

JANTAR E ELEIÇÕES
A ausência de Dilma chamou atenção no jantar de Lula com aliados, no último dia 19. Segundo Malu Gaspar, a petista teria ficado surpresa por ter sido excluída e compreendeu a falta do convite como um recado de que ela se tornou um problema político para Lula.

O evento, promovido pelo grupo de advogados Prerrogativas, reuniu lideranças políticas de diversos partidos, incluindo defensores do impeachment em 2018, que podem apoiar Lula nas eleições de 2022.

Acusada de não possuir mais “relevância eleitoral” por Washington Quaquá, vice-presidente do PT, Dilma ainda não definiu se concorrerá a algum cargo em 2022. A pessoas próximas, ela teria dito que não pretende se candidatar a fim de dedicar-se a si e à sua família.

Em 2018, a ex-presidente disputou uma cadeira no Senado, ficando em quarto lugar, com 15% dos votos. Há aliados, no entanto, que pedem que ela se candidate ao cargo de deputada federal este ano.

Leia também1 Senador Esperidião Amin revela que está com Covid-19
2 O que é a obstrução intestinal, quadro que acomete Bolsonaro
3 Mourão encerra férias na Bahia após internação de Bolsonaro
4 Moro deve concorrer ao Senado se "não decolar", diz colunista
5 Segundo Heleno, Bolsonaro deve 'se recuperar rapidamente'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.