Leia também:
X Fiuza pede PF que investigue Sleeping Giants Brasil

Após questionar votos, vice de Soraya tem Twitter derrubado

Perfil de Marcos Cintra aparece retido por razões judiciais

Paulo Moura - 06/11/2022 16h07 | atualizado em 07/11/2022 12h05

Marcos Cintra Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Um dia após publicar em suas redes sociais questionamentos a respeito do fato de o presidente Jair Bolsonaro (PL) não ter votos registrados em diversas seções ao redor do país, o ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra teve seu perfil no Twitter derrubado neste domingo (6). Em sua conta no Instagram, ele comentou o fato.

– Minha conta do Twitter acaba de ser retida no Brasil… Um cidadão de bem fazendo perguntas sobre dados oficiais… estou muito triste e preocupado – escreveu.

Ao tentar acessar o perfil de Cintra, o usuário recebe a mensagem de que a página está retida em virtude de uma demanda judicial. Perfis de deputados federais eleitos, como Nikolas Ferreira (PL-MG) e Gustavo Gayer (PL-GO), e até de grupos de humor, como o canal Hipócritas, também foram derrubados das redes nos últimos dias.

Twitter de Marcos Cintra foi suspenso Foto: Reprodução/Twitter

CINTRA QUESTIONA VOTOS ZERADOS DE BOLSONARO
Neste sábado (5), Cintra, que também foi candidato a vice-presidente na chapa da senadora Soraya Thronicke (União Brasil) nas eleições deste ano, fez publicações nas redes sociais nas quais questionou o fato de o presidente Jair Bolsonaro (PL) ter votação zerada em centenas de urnas ao redor do país.

Em suas redes sociais, o ex-secretário da Receita Federal disse ter conferido os dados do TSE e declarou não encontrar explicação para o fato de Bolsonaro não ter votos em diversas seções eleitorais.

– Há outras centenas, senão milhares de urnas com votações igualmente improváveis. Curiosamente não há uma única urna em todo o país onde o Bolsonaro tenha tido 100% dos votos. E se há suspeita em uma única urna, elas recaem sobre todo o sistema – escreveu.

Cintra ressaltou que a existência dos registros em papel dos votos depositados nas urnas, algo que foi exaustivamente defendido pelo presidente Jair Bolsonaro, poderia acabar com as dúvidas sobre a integridade do sistema eleitoral e destacou que os questionamentos feitos por ele são legítimos.

– São dúvidas legítimas. Qualquer cidadão, como eu, tem o dever de exigir esclarecimentos das autoridades competentes para preservar a democracia e a legitimidade de nossas instituições. Quero ardentemente acreditar que haja explicação convincente – completou.

Leia também1 Vice de Soraya questiona votos zerados para Jair Bolsonaro
2 Barros: Lula tem de agradecer ao STF, que o deixou se candidatar
3 Jair Bolsonaro ganhará cargo de presidente de honra no PL
4 Lula planeja fazer "revogaço" de normas sobre armas, diz jornal
5 Após eleição, Petrobras perde R$ 54 bilhões em valor de mercado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.