Leia também:
X Datafolha: 57% dos brasileiros apoiam a pena de morte

Após polêmica, Cristiane Brasil tenta adiantar posse

Entretanto, Palácio do Planalto negou o pedido e manteve a cerimônia para esta terça-feira

Gabriela Doria - 08/01/2018 18h08 | atualizado em 08/01/2018 18h09

A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), recentemente escolhida por Michel Temer para assumir o Ministério do Trabalho, está com pressa para ocupar o cargo. Nesta segunda-feira (8), a parlamentar pediu ao presidente que a cerimônia de posse fosse adiantada para ainda hoje. Apesar disso, Temer negou o pedido e manteve a data para esta terça-feira (9).

Cristiane Brasil é alvo de ações na justiça que tentam barrar sua posse como ministra Foto: Câmara dos Deputados/Gilmar Felix

Depois que foi anunciada como futura ministra do Trabalho, Cristiane Brasil se tornou centro de uma polêmica, por ter sido condenada duas vezes pela Justiça trabalhista. Diante disso, advogados entraram na justiça com pedidos de liminar para suspender a nomeação da deputada. Baseados no princípio da moralidade, os advogados alegam que Cristiane não pode assumir o cargo porque já foi processada duas vezes por não assinar a carteira de dois ex-motoristas.

Durante o fim de semana, o jornal O Globo revelou que as parcelas da multa que a deputada paga seus ex-funcionários saem da conta bancária de uma de suas assessoras. Questionada sobre a procedência do dinheiro, ela se negou a mostrar os recibos do suposto ressarcimento para a assessora.

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.