Leia também:
X Preso por fraudes na Saúde cita Witzel e PGR é notificada

Após pergunta, Weintraub ‘dá aula’ a jornalista da CNN

Ministro da Educação e Monalisa Perrone discutiram após um questionamento que não havia sido combinado

Henrique Gimenes - 15/05/2020 19h44

Weintraub em entrevista à CNN Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (15), a emissora CNN foi palco de uma nova discussão envolvendo um jornalista e um ministro do governo do presidente Jair Bolsonaro. Desta vez, o episódio aconteceu com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, que foi convidado para falar sobre o Exame Nacional do Ensino (Enem), mas acabou sendo questionado sobre o pedido de demissão de Nelson Teich do Ministério da Saúde.

A entrevista foi conduzida pela jornalista Monalisa Perrone, que não cumpriu o combinado com Weintraub e começou perguntando sobre a questão do Ministério da Saúde.

– Muito obrigada então, primeiramente, pela entrevista. Eu gostaria de já perguntar ao senhor, como um representante do governo de Jair Bolsonaro. Como fica participar de um governo com uma instabilidade tão grande em relação a uma das principais pastas neste momento, não só para o Brasil, mas para o mundo, que é a questão da Saúde. O senhor poderia dizer qual a sensação e como está o governo de Jair Bolsonaro neste momento? – questionou.

O ministro então se mostrou confuso e perguntou a alguém presente em sua sala se falar sobre a saída da Teich havia sido combinado. Ele então afirmou que iria responder.

– Eu posso comentar rapidamente, porque não era o combinado da entrevista… – iniciou.

Neste momento, Weintraub foi interrompido por Monlisa Perrone.

– Só um minutinho, ministro por gentileza. O senhor é um ministro, tem uma relevância muito grande. É claro que precisamos como fica o governo daqui para frente – apontou.

Weintraub então continuou a falar.

– A única coisa, Monalisa, em qualquer relação interpessoal, o combinado, e o que tinha sido acertado, porque eu vou responder sua pergunta sem problema nenhum. Mas quando a gente combina uma coisa, não devemos descumprir isso previamente. A palavra tem que ser honrada. As vezes a gente pode ter que renegociar o que foi combinado. Então eu combinei uma coisa, de falar do Enem. Vamos começar falando do exame, ver como evolui, e lá pelas tantas, a gente pode fazer uma pergunta sobre como foi a mudança. Mas eu acho que não contribui muito, na primeira entrevista que está fazendo comigo, já chegar descumprindo o que tinha sido combinado, mas tudo bem, vou responder – explicou.

Monalisa então voltou a falar sobre sua pergunta.

– Ministro, o senhor é um representante do governo. Estamos perguntando sobre um colega do senhor, mas se o senhor não quiser responder o que o Brasil inteiro gostaria de saber, fique à vontade – apontou.

Por fim, o ministro da Educação voltou a comentar que iria responder ao questionamento.

– Monalisa, eu vou responder. Sou estou salientando que nesse processo, quando pedi, inclusive, pedi à Renata e ao Caio, porque eu não te conhecia – destacou.

View this post on Instagram

@abrahamweintraub não gostou de ver o combinado ser descumprido por Monalisa Perrone

A post shared by Pleno.News (@plenonews) on

Leia também1 Conheça as ações do governo federal no combate à Covid-19
2 Ramos pede 'bom senso' da imprensa e critica 'terror'
3 Deputado pede a Bolsonaro intervenção federal no Ceará

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.