Leia também:
X ‘Qual o interesse da Anvisa?’, diz Bolsonaro sobre vacina infantil

Após internação de Bolsonaro, IBGE faz post sobre camarão

Camarão não mastigado causou obstrução intestinal no presidente. A publicação foi apagada

Pierre Borges - 06/01/2022 14h17 | atualizado em 06/01/2022 16h23

Publicação falava sobre o papel do crustáceo na culinária nordestina Foto: Pixabay

Poucas horas após o presidente Jair Bolsonaro revelar que o motivo de sua obstrução intestinal foi um camarão não mastigado, o perfil do Instituto Brasileiro de Estatística e Tecnologia (IBGE) no Twitter fez uma publicação (já apagada) sobre o crustáceo na culinária nordestina.

Bolsonaro ficou internado por dois dias no hospital Vila Nova Star. Na tarde de quarta-feira (5), após receber alta, ele revelou que “engoliu” o camarão durante uma peixada no último domingo (2).

A publicação do IBGE, por sua vez, foi feita às 17:59 do mesmo dia e tinha uma imagem com as frases: “Você sabia? Nordeste é o principal produtor de camarão”.

Na legenda, o órgão escreveu: “Camarão frito, ensopado, no bobó. Eita que é feito de todo jeito! Tem até chiclete, sabia? Lá, no Nordeste, responsável por 99,6 % da produção do país, Aracati (CE) é o maior produtor, com 3,9 mil toneladas”.

Publicação IBGE
Publicação do IBGE Foto: Reprodução/Twitter

Após a publicação gerar polêmicas e diversos internautas ligarem a publicação ao quadro de saúde do presidente, o IBGE apagou a publicação e divulgou uma nota de esclarecimento afirmando que houve uma “infeliz coincidência”.

De acordo com o órgão, a publicação referente ao camarão estava agendada desde a semana passada, mas os fatos relativos a ela serão apurados.

CONFIRA A ÍNTEGRA:
Nota de esclarecimento

Na última quarta-feira, foi publicado nos canais oficiais do IBGE um post da série “Você Sabia?”, com o tema sobre a produção de camarão no Nordeste. Os dados do post eram referentes à pesquisa Produção da Pecuária Municipal de 2020.

A série “Você Sabia?” foi iniciada em julho de 2021 e destaca aspectos curiosos gerados com base nas pesquisas e estudos publicados pelo IBGE.

Os assuntos que são temas dessa série são definidos e programados com antecedência. O post publicado na última quarta-feira, segundo a área responsável pelas mídias sociais, estava agendado desde a semana passada.

Diante da repercussão fora do contexto pretendido com a postagem, optou-se pela sua retirada das mídias sociais. Ainda que os fatos até agora levantados demonstrem que tenha sido uma coincidência infeliz, a Direção do IBGE promoverá a apuração dos fatos.

A Direção

6 de janeiro de 2022

Leia também1 'Qual o interesse da Anvisa?', diz Bolsonaro sobre vacina infantil
2 Ex-BBBs Adriana Sant’anna e Rodrigão são batizados nos EUA
3 São Paulo cancela carnaval de rua, mas mantém desfiles
4 Satélite espião russo de 1983 cai na Terra e é visto no Sul do Brasil
5 Queiroga chama Michelle de “mãe de todos os brasileiros”

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.