Leia também:
X Heleno questiona liderança de Lula em pesquisa paga pela XP

Deputado Daniel Silveira está sem tornozeleira eletrônica

Pessoas próximas ao deputado confirmaram a informação

Thamirys Andrade - 24/04/2022 16h28 | atualizado em 26/04/2022 12h38

Daniel Silveira colou foto do ministro Alexandre de Moraes em sua tornozeleira eletrônica Montagem: Pleno.News // Fotos: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados e TV Cidade Verde

O deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) já não está mais usando a tornozeleira eletrônica, segundo confirmaram pessoas próximas do parlamentar à Jovem Pan.

Embora circulem imagens nas redes sociais de Silveira sem a tornozeleira, o vídeo é antigo. Ainda assim, o parlamentar já não está mais sendo monitorado, medida que havia sido imposta pelo ministro Alexandre de Moraes como medida cautelar.

Ainda de acordo com as fontes, o Supremo não deve entrar em confronto direto contra o decreto do presidente. A Corte, deve, no entanto, tentar manter as penas secundárias determinadas no julgamento da última quarta-feira (20), como a inegibilidade do deputado.

Formalmente, Silveira foi acusado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de coação no curso do processo (artigo 344 do Código Penal), incitação à animosidade entre as Forças Armadas e o Supremo e tentativa de impedir o livre exercício dos Poderes da União (artigos 18 e 23 da Lei de Segurança Nacional – Lei 7.170/1973). Ele foi condenado por dez votos a um em julgamento na última quarta-feira.

Em reviravolta no dia seguinte, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a graça constitucional ao deputado federal Daniel Silveira. O chefe do Executivo comunicou sua decisão por meio de uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

– Um decreto que vai ser cumprido. É uma notícia de extrema importância para a nossa democracia e à nossa liberdade. É um documento que eu comecei a trabalhar desde ontem, quando foi anunciada a prisão de oito anos e dez meses [nove meses] ao deputado federal Daniel Silveira – declarou o presidente.

Leia também1 Lula ignora indulto a Silveira e mantém silêncio sobre o caso
2 Heleno: Desrespeitar indulto provocaria insegurança jurídica
3 Irmãos Weintraub e Eduardo B. trocam farpas sobre indulto
4 Voto de Mendonça fez Bolsonaro definir perdão para Silveira
5 Pacheco: Indulto de Bolsonaro a Silveira "fragiliza Justiça"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.