Leia também:
X Bolsonaro: “Atos de domingo não serão protesto, mas união”

Ao STF, Silveira diz que não usou tornozeleira devido a “defeito”

Manifestação foi enviada pela defesa do deputado nesta sexta-feira

Henrique Gimenes - 30/04/2022 15h08 | atualizado em 02/05/2022 09h20

Deputado Daniel Silveira Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal nesta sexta-feira (29), a defesa do deputado federal Daniel Silveira (PTB) explicou o motivo de o parlamentar não estar utilizando a tornozeleira eletrônica. De acordo com o advogado do deputado, o equipamento “está com defeito”.

O uso da tornozeleira foi uma das medidas impostas ao parlamentar pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) no fim de março. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal, no entanto, o deputado não usa o equipamento desde o dia 17 de abril.

No documento enviado o STF, o advogado Paulo Faria, que defende Silveira, apontou que “por 3 vezes requereu a sua substituição, por suspeitas de adulteração e uso inadequado e informação de defeito no equipamento, especialmente, bateria”.

A manifestação pode ser vista aqui.

Daniel Silveira chegou a ser condenado pelo STF a oito anos e nove meses de prisão por “críticas” a membros da Corte. No entanto, o presidente Jair Bolsonaro editou um decretando concedendo um perdão ao deputado.

Leia também1 Rodrigo Pacheco articula PEC que restringe uso de indulto
2 "Politicamente inábil", diz Temer sobre o perdão a Daniel Silveira
3 Perdão de Bolsonaro a Silveira é "soberano", diz AGU ao STF
4 “Não quero peitar o Supremo”, afirma Bolsonaro sobre indulto
5 "O candidato do Bolsonaro no Rio sou eu", diz senador Romário

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.