Leia também:
X STF rejeita queixa-crime do Greenpeace contra Salles

Anvisa estuda liberar vacina da Covid-19 sem registro, diz jornal

Com a medida emergencial, imunização poderia ser aplicada a um grupo específico de pessoas

Pleno.News - 02/12/2020 16h01 | atualizado em 02/12/2020 20h10

Anvisa estuda liberar vacina da Covid-19 sem registro, diz jornal Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cogita liberar o uso emergencial de uma vacina contra a Covid-19 sem a necessidade de registro do órgão. Com isso, a imunização poderia ser aplicada a um grupo específico de pessoas enquanto as pesquisas não são concluídas.

A informação foi dada pelo jornal O Globo e confirmada por uma fonte à agência Reuters nesta quarta-feira (2).

De acordo com os veículos, a Anvisa realiza estudos sobre a liberação de forma a garantir a segurança da vacina. Por meio de uma norma, seriam definidos os grupos e os cenários específicos em que a imunização seria aplicada.

A medida teria por objetivo garantir um acesso mais rápido à vacina pela população.

Atualmente, quatro vacinas estão em teste no Brasil: a da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford; a da Pfizer em parceria com a BioNTech; a da Johnson & Johnson e a CoronaVac, da empresa Sinovac.

O governo, no entanto, já falou sobre “características desejadas” da vacina a ser adotada, o que acabaria por excluir a da Pfizer.

Apesar dos estudos, o ministro Eduardo Pazuello (Saúde) deu declarações que vão na direção oposta. Durante participação em uma comissão no Congresso, ele afirmou que o Brasil só irá aplicar as imunizações que tiverem o registro da agência.

Leia também1 Pazuello: "Brasil só irá aplicar vacinas registradas na Anvisa"
2 Vladimir Putin ordena início de vacinação em massa na Rússia
3 Covid: Reino Unido vira o 1° país do Ocidente a aprovar vacina
4 Dra. Nise Yamaguchi alerta: 'A vacina não pode ser obrigatória'
5 Janaina defende Bolsonaro: "Ele não tem sido tão anticiência"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.