Leia também:
X Dino se defende sobre intervir em atos no DF: “Não sou profeta”

Advogado nega qualquer relação de Bolsonaro com os atos no DF

Frederick Wassef rejeitou qualquer possibilidade de envolvimento do ex-presidente com manifestações

Paulo Moura - 14/01/2023 14h02 | atualizado em 16/01/2023 11h01

Ex-presidente Jair Bolsonaro Foto: EFE/Joédson Alves

O advogado Frederick Wassef afirmou, nesta sexta-feira (13), que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) não teve qualquer relação com as manifestações realizadas em Brasília que resultaram na invasão e depredação nos prédios públicos no último domingo (8). Em nota, o defensor disse que Bolsonaro repudia os “atos ilegais e criminosos”.

– O [ex-] presidente Jair Bolsonaro sempre repudiou todos os atos ilegais e criminosos, e sempre falou publicamente ser contra tais condutas ilícitas, assim como sempre foi um defensor da Constituição e da democracia. Em todo o seu governo, sempre atuou dentro das quatro linhas da Constituição – diz o comunicado.

A declaração foi feita após a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir a inclusão de Bolsonaro no inquérito que investiga a autoria dos atos no Distrito Federal. A solicitação foi aceita pelo ministro Alexandre de Moraes, que incluiu o ex-chefe do Executivo na investigação.

Na nota, Wassef também reforçou a tese sobre a possível presença de “infiltrados” nos atos do último domingo e finalizou dizendo que o ex-presidente do Brasil não tem qualquer relação com os movimentos “espontâneos realizados pela população”.

Bolsonaro segue nos Estados Unidos com a família e não tem data para voltar ao Brasil.

Confira, na íntegra, a nota divulgada por Wassef:
O [ex-] presidente Jair Bolsonaro sempre repudiou todos os atos ilegais e criminosos, e sempre falou publicamente ser contra tais condutas ilícitas, assim como sempre foi um defensor da Constituição e da democracia. Em todo o seu governo, sempre atuou dentro das quatro linhas da Constituição. O [ex-] presidente Jair Bolsonaro repudia veementemente os atos de vandalismo e depredação do patrimônio público cometido pelos infiltrados na manifestação. Ele jamais teve qualquer relação ou participação nestes movimentos sociais espontâneos realizados pela população.

Leia também1 Dino se defende sobre intervir em atos no DF: "Não sou profeta"
2 Justiça do RJ concede liberdade condicional ao ex-goleiro Bruno
3 Soros repassou R$ 107 milhões a ONGs que atuam no Brasil
4 Monark tem perfis retidos nas redes sociais por ordem judicial
5 Morre Tereza Barroso, esposa do ministro Luís Roberto Barroso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.