Advogado citado pelo PCC foi testemunha de Dilma, diz site

Geraldo Luiz Mascarenhas Prado será investigado pela Polícia Civil

Pleno.News - 07/10/2019 19h19

Geraldo Luiz Mascarenhas Prado, advogado do PT Foto: Agência Senado/ Jefferson Rudy

O advogado Geraldo Luiz Mascarenhas Prado é suspeito de ter recebido a quantia de R$ 1,5 milhão do Primeiro Comando da Capital (PCC). Segundo o site O Antagonista, ele foi testemunha da ex-presidente Dilma Rousseff durante seu processo de impeachment.

Prado também é apontado como o autor de um parecer para a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da mesma sigla de Dilma, Partido dos Trabalhadores (PT). Já aposentado do cargo de desembargador do TJRJ, ele atualmente é consultor jurídico e acadêmico.

Ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff Foto: Reprodução/Twitter

Geraldo é também integrante do Centro de Investigação em Direito Penal e Ciências Criminais da Universidade de Lisboa, em Portugal.

O nome dele ficou em evidência, recentemente, após uma mensagem do celular do contador do PCC ser obtida pela Polícia Civil, revelando valores e advogados. Em função disso, os investigadores pedirão que a Justiça de São Paulo autorize a quebra dos sigilos bancário e fiscal do advogado do PT.

LEIA TAMBÉM+ Justiça manda Ancine retomar edital com conteúdo LGBT
+ Lula nega entrevista a José Padilha: "Não é honesto"
+ Confederação Israelita rebate declaração de Ciro Gomes


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo