Leia também:
X Tragédia! Colisão grave mata pai, mãe e filha de 2 anos

“Acredito em pessoas, mas não em partido”, diz Cabo Daciolo

Evangélico diz que está em oração sobre possível candidatura à Prefeitura do Rio de Janeiro

Rafael Ramos - 29/12/2019 12h36 | atualizado em 29/12/2019 12h37

Dacilo está de olho na Prefeitura do Rio de Janeiro Foto: Reprodução

Lembrado até hoje pelo seu bordão “Glória a Deus”, o Cabo Daciolo fez um balanço de sua trajetória na esfera pública em entrevista ao UOL. Longe do Partido Patriota desde o fim das eleições, o ex-deputado federal chegou a flertar com outras legendas, mas torce pela aprovação de candidaturas avulsas para uma nova tentativa eleitoral.

– Sou muito a favor das candidaturas avulsas. Esse é o caminho da transformação política. Acredito em pessoas, mas não acredito em partido.

De olho na Prefeitura do Rio de Janeiro nas próximas eleições de 2020, Daciolo vê a cidade como um grande desafio. Ele definiu o cenário do Rio de Janeiro como algo “bem interessante”.

– Esse caos do Rio reflete de forma negativa para a nação. Da mesma forma que uma solução para o Rio de Janeiro traz soluções diretamente para a nação. Seria um passo, seria um caminho, temos que orar para visualizar isso.

E por falar em orar, o bombeiro militar da reserva também comentou sobre suas várias subidas ao monte durante a campanha presidencial. Ele disse que isso era necessário para ter orientações divinas para os debates.

– Precisávamos de orientações divinas para ir a um debate, para expor uma ideia, para colocar uma pauta verdadeira e concreta de solução para a nação. Fomos buscar sabedoria, discernimento, mansidão, um plano de nação. E descíamos do monte para o debate e ali falávamos algumas verdades que o povo entendeu, captou, tanto é que deu uma resposta positiva.

Com 1,3 milhão de votos no primeiro turno das Eleições 2018, o Cabo Daciolo foi cogitado para assumir a presidência do Prona, partido criado por Enéas Carneiro, de quem ele disse ser alguém insubstituível.

– Tenho uma admiração muito grande pelo dr. Enéas, mas Daciolo tem características, em alguns pontos, diferentes das dele. Ele é uma imagem muito limpa do Prona. Fico preocupado com partidos políticos porque o montante em dinheiro que hoje entra nos partidos motiva a corrupção.

Cabo Daciolo ao lado da esposa Cristiane Foto: Reprodução

Membro da Assembleia de Deus, o religioso disse que se decepcionou com a Bancada Evangélica no Congresso. No âmbito pessoal, ele comentou sobre o momento delicado que passou com a esposa, a jornalista Cristiane Daciolo, que foi diagnosticada com leucemia no fim do ano passado.

– Ela foi curada de forma maravilhosa. Hoje não tem mais leucemia no sangue dela. Ela fez o transplante de medula, está em casa com nossos filhos, mas é um momento ainda delicado de acompanhamento. Continuamos voltando para o hospital de 15 em 15 dias, às vezes de mês em mês.

Leia também1 Meu marido vai continuar vivo através de mim, diz Flordelis
2 Morre Nilcéa Freire, ministra da Mulher do governo Lula
3 TSE divulga calendário oficial das Eleições 2020. Confira!

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.