Leia também:
X “Irresponsáveis”, diz Anderson Moraes sobre vacina obrigatória

ACM Neto suspende carnaval de Salvador e deixa data indefinida

Prefeito da capital baiana afirmou que evento só acontecerá quando houver uma vacina acessível

Paulo Moura - 27/11/2020 13h55

Carnaval de Salvador está com data indefinida para 2021 Foto: Reprodução

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou na manhã desta sexta-feira (27) que o carnaval de 2021 da capital baiana está oficialmente suspenso e que não tem data prevista para ocorrer. Em entrevista coletiva, o gestor afirmou que a festa só acontecerá quando houver uma vacina acessível para toda a população.

– Está cancelado o evento em fevereiro e, por ora, só podemos informar o cancelamento. Não há como especular o carnaval em outra época do ano. A possibilidade do carnaval acontecer em outro momento de 2021 está condicionada a existência de uma vacina acessível a todos. Caso exista vacina, os prefeitos das maiores cidades do Brasil se unam para um eventual calendário – disse.

Além do atual gestor, o prefeito eleito para governar a cidade entre 2021 e 2024, Bruno Reis, também esteve na coletiva e falou sobre a suspensão do evento. Reis afirmou que a cidade só conseguirá realizar a festa quando houver “condições sanitárias para isso”.

– Passada a eleição, sentamos, fizemos ampla reunião, depois fizemos uma série de consultas. Comunicar uma decisão como essa não é fácil, porque sabemos a importância do carnaval para a nossa cidade, o quanto circula de dinheiro na nossa cidade no carnaval, durante o verão – ressaltou.

ACM Neto já havia dito anteriormente que se não houvesse uma vacina até este mês de novembro, não teria como manter a realização do carnaval. Mesmo após o anúncio, o prefeito chegou a falar sobre a expectativa da festa em 2021, tratando o mês de julho como uma possibilidade de data.

– Que a gente formalize um calendário para o próximo ano, talvez no começo de julho, poderia ser um hipótese. Inclusive, aqui em Salvador, caso isso tenha que acontecer, a gente pode antecipar feriado para garantir cinco dias de festa, já em um ambiente de segurança – afirmou ele na época.

Leia também1 Durante pandemia, famílias participam mais da educação
2 "Irresponsáveis", diz Anderson Moraes sobre vacina obrigatória
3 Bolsonaro afirma que liberdade do povo passa pelos militares
4 Animais sacrificados pela Covid emergem da terra na Dinamarca
5 Magrini diz que na Globo tinha local para usar drogas e sexo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.