“A graduação não será paga”, garante ministro da Educação

Abraham Weintraub negou que universidades públicas terão mensalidade

Pleno.News - 15/07/2019 08h17

Ministro da Educação, Abraham Weintraub negou que universidades públicas terão mensalidade Foto: Reprodução

Após a circulação de rumores de que as universidades federais passariam a cobrar mensalidade de seus alunos, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, negou a possibilidade.

– A graduação não será paga pelos alunos das federais. Manteremos a situação atual (pagadores de impostos), porém, a rápida deterioração das contas vista nos últimos anos será interrompida. Há avanços maiores e menos polêmicos que serão apresentados dia 17 [quarta-feira] – escreveu o ministro.

O ministro também afirmou que o governo vai propor um novo modelo de gestão, que se aproxima de países desenvolvidos como EUA e Canadá.

– Não há privatização alguma! Teremos um modelo moderno, que nos aproximará da Europa, Canadá, Israel, Austrália, EUA, etc. A adesão das universidades será voluntária, permitindo separar o joio do trigo. As que quiserem ficar no atual modelo, poderão ficar – afirmou.

Weintraub também reforçou que a reformulação na Educação acontecerá em todos os graus, desde a educação básica até o ensino superior.

– Temos apresentado ações para educação básica, novo FUNDEB, alfabetização, Enem eletrônico, etc. Dia 17 apresentaremos a reformulação das universidades federais, que continuarão públicas e os estudantes não pagarão pela graduação/como hoje. Haverá mais liberdade para pesquisa e trabalho – garantiu o ministro.


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo