Leia também:
X Governo: Desmatamento caiu 34% na Amazônia em fevereiro

57% acham justa condenação de Lula, aponta pesquisa Datafolha

Levantamento também indicou que 51% acreditam que Fachin agiu mal ao anular as condenações do ex-presidente

Paulo Moura - 22/03/2021 09h36 | atualizado em 22/03/2021 09h50

Ex-presidente Lula
Ex-presidente Lula Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Uma pesquisa, realizada pelo Instituto Datafolha e divulgada pelo jornal Folha de São Paulo nesta segunda-feira (22), apontou que 57% dos brasileiros consideram justa a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso envolvendo o tríplex do Guarujá (SP). O levantamento foi realizado com 2.023 brasileiros em todas as regiões e estados, entre os dias 15 e 16 de março.

De acordo com os números apurados pelo instituto de pesquisa, 57% consideram justa a condenação de Lula no caso do tríplex, uma alta de três pontos percentuais em comparação a abril de 2018, quando o número era 54%. Por sua vez, 38% consideram injusta a condenação de Lula, em relação aos 40% apurados há dois anos. Outros 5% não sabem responder, índice que era 6%.

Em 2017, o então juiz Sergio Moro condenou Lula a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do tríplex. A pena foi revista em 2018 para 12 anos e 1 mês na segunda instância. E, em 2019, ela foi reduzida para 8 anos e 10 meses no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Depois, em 2019, o ex-presidente foi condenado no caso do sítio de Atibaia. Ele nega ter cometido os crimes.

ANULAÇÃO DAS CONDENAÇÕES
Em 8 de março, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), considerou que a Justiça Federal do Paraná não tinha competência para analisar as investigações contra Lula e anulou as condenações do ex-presidente nos casos do tríplex do Guarujá e do sítio de Atibaia. A decisão atinge ainda dois processos que apuram doações ao Instituto Lula.

Na pesquisa, os entrevistados também falaram sobre suas opiniões a respeito da decisão do ministro Fachin. Para a maioria dos entrevistados, 51%, Fachin agiu mal ao anular as condenações de Lula. Já para outros 42%, Fachin agiu bem ao anular as condenações de Lula. E 6% não souberam responder.

O levantamento também mostrou que a maioria da população tem conhecimento sobre a anulação das condenações. Neste quesito, 37% dos entrevistados disse que tem conhecimento e está bem informado sobre o caso, 44% afirmou que tem conhecimento e está mais ou menos informado, 7% declarou que tem conhecimento, mas que está mal informado, e 13% disse não ter conhecimento.

MAIORIA É CONTRA LULA CONCORRER EM 2022
Com a anulação das condenações, Lula está apto a participar da eleição presidencial de 2022. Entretanto, a pesquisa mostra que os brasileiros se dividem sobre uma eventual candidatura do petista. Para 51%, Lula não deveria concorrer em 2022. Já 47% acham que Lula deveria concorrer em 2022. E outros 2% disseram não saber.

Leia também1 Luciano Huck diz que Bolsonaro foi "cúmplice do vírus"
2 Em "recuo", Lula diz não saber se será candidato em 2022
3 Ciro Gomes: "Não vou deixar o Lula ganhar essa na lambança"
4 Alexandre de Moraes: A vida pregressa dos “Supremos”
5 Lula diz que Brasil "merece coisa melhor" que Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.