Leia também:
X Alckmin se reúne com médicos no Sírio-Libanês neste domingo

PGR rejeita pedido para multar manifestantes e apreender bens

O pedido era contra os participantes dos atos que paralisaram as rodovias do MT

Leiliane Lopes - 04/12/2022 19h45 | atualizado em 05/12/2022 11h58

Grupo faz manifestação na frente do QG do Exército em Brasília Foto: Reprodução/Twitter

O pedido do Ministério Público do Mato Grosso (MP-MT) para que os manifestantes contrários à eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fossem multados e tivesse bens apreendidos foi rejeitado pela vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo.

O procurador-geral José Antônio Borges Pereira, do MP-MT, fez a solicitação contra os participantes dos atos que bloquearam as rodovias do estado fossem penalizados. Pessoas físicas seriam multadas em R$ 20 mil e pessoas jurídicas em R$ 100 mil.

Mas ao decidir sobre o pedido, Lindôra declarou que as forças de segurança atuaram desde o início das paralisações em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para poder liberar as vias públicas.

Por isso, na visão da vice-procuradora-geral, a ação não seria adequada à “individualização de responsabilidades” e “aplicação de medidas coercitivas a pessoas físicas”.

Leia também1 "A harmonia dos Poderes está perdida", diz Marcel van Hattem
2 Petista quer barrar Bandeira do Brasil em propaganda política
3 Moraes manda PGR se posicionar sobre Zambelli e Malafaia
4 Mourão fala sobre eleição de Lula: "Agora tem que governar"
5 PSOL pede investigação de Silas Malafaia e Carla Zambelli

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.