Leia também:
X TSE: Registro de candidatura de Bolsonaro será julgado na terça

PF envia policial para o exterior em razão de ameaça do PCC

Decisão foi tomada em virtude de um plano da facção cujo objetivo era sequestrar autoridades

Paulo Moura - 02/09/2022 11h33 | atualizado em 02/09/2022 14h29

Sede da Polícia Federal em Brasília
Sede da Polícia Federal em Brasília Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) decidiu enviar um de seus agentes para o exterior em razão de um plano da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) de sequestrar autoridades. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (2) pelo colunista Rodrigo Rangel, do site Metrópoles.

O policial, que tem importantes investigações sobre a facção criminosa em seu currículo, teria sido transferido, por segurança, para uma representação diplomática do Brasil. De acordo com o colunista, a decisão de tirar o agente do país foi tomada após uma análise feita para avaliar o quanto a ameaça representava riscos concretos para o investigador.

No último dia 10 de agosto, a Polícia Federal realizou uma operação que visava desarticular um plano do PCC que previa o sequestro de autoridades federais e o resgate de líderes do grupo criminoso em prisões de segurança máxima. Entre os alvos da facção também estava um diretor do Departamento Penitenciário Nacional, o Depen.

Leia também1 TSE: Registro de candidatura de Bolsonaro será julgado na terça
2 Jair Bolsonaro: "Acho que Lula pretende indicar Bonner ao STF"
3 Fernández decreta feriado após atentado contra Kirchner
4 Entrevista com Bolsonaro marca recorde de audiência da RedeTV!
5 Saiba quem é o homem que tentou atirar em Kirchner

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.