Leia também:
X Paes: ‘Povo que tem de avaliar se Bolsonaro deve ser multado’

Oxford supera CoronaVac, sendo a vacina mais usada em maio

Dados são referentes ao Brasil, disponibilizados pelo Ministério da Saúde

Monique Mello - 25/05/2021 14h37 | atualizado em 25/05/2021 15h25

Imunizante Oxford/Astrazeneca Foto: EFE/EPA/ADI WEDA

O imunizante da AstraZeneca/Oxford disparou na vacinação contra a Covid-19 no Brasil. Nos 24 primeiros dias de maio, de cada 10 doses de vacinas aplicadas no país, 7 foram da farmacêutica anglo-sueca. A CoronaVac responde por duas doses a cada 10, e a Pfizer, por uma.

Os dados são do Localiza SUS, plataforma do Ministério da Saúde.

Antes de maio, a vacina mais usada foi a CoronaVac, desenvolvida pela biofarmacêutica chinesa Sinovac. A vacina é produzida no Brasil pelo Instituto Butantan com insumos chineses. De acordo com estudo clínico do instituto, a eficácia do imunizante é de 50% após duas doses.

O imunizante da AstraZeneca/Oxford é produzido no Brasil pela Fiocruz, vinculada ao Ministério da Saúde.

Conforme informações da bula, a vacina, autorizada pela Anvisa, tem eficácia de 80% quando o intervalo entre as duas doses é superior a 12 semanas. Em um estudo recente, o imunizante da Oxford e o da Pfizer foram considerados “altamente efetivos” contra uma das variantes indianas do Coronavírus.

Leia também1 Cães podem farejar Covid com até 94% de precisão, diz estudo
2 Covid-19: Moderna diz que sua vacina é eficaz em adolescentes
3 CPI: Mayra diz que não recebeu ordem para uso da cloroquina
4 Fiocruz e Butantan retomam produção de vacinas nesta terça
5 Capital de SP inicia triagem de passageiros vindos do Maranhão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.