CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Veja como fazer sua máscara caseira contra a Covid-19

Organização confirma expulsão de Prior por assédio

Ex-BBB foi acusado de dois estupros e uma tentativa de abuso

Gabriela Doria - 03/04/2020 17h57 | atualizado em 03/04/2020 18h00

Ex-BBB Felipe Prior foi acusado de estupro por duas meninas e de tentativa por outra Foto: Reprodução

Após a denúncia de que o ex-BBB Felipe Prior teria estuprado duas meninas e tentado abusar de uma terceira, a comissão organizadora dos jogos universitários de Arquitetura de São Paulo, a Interfau, emitiu nota confirmando que Prior foi banido permanentemente dos eventos organizados pelo grupo.

No comunicado, a Interfau confirmou também que recebeu denúncias contra o arquiteto por crimes sexuais.

– Devido ao recebimento de mais de uma denúncia acusando-o de assédio, além de uma acusação de crime sexual durante o Interfau de 2018, a Comissão Organizadora através dos deveres atribuídos à ela, visando garantir a segurança e o bem estar de todos no evento, se reuniu no dia 21 de outubro de 2018, onde foi deliberada a expulsão permanente de Felipe Prior das demais edições do Interfau – diz a nota.

Em uma nova manifestação nas redes sociais, a Interfau disse ainda que não emitiu comunicado anteriormente para proteger as vítimas do caso.

– Resguardamos a nota por orientações jurídicas, visando a proteção das vítimas, e para que a história fosse exposta no momento considerado adequado por elas e suas advogadas – disse a organização.

Na manhã desta sexta-feira, a revista Marie Claire Brasil publicou reportagem mostrando que o ex-BBB é acusado de ter estuprado duas jovens e ter tentado abusar de uma terceira.

Uma das vítimas relatou que foi abusada sexualmente pelo arquiteto ainda em 2014. Prior teria oferecido uma carona para ela e, dentro do carro, abusou da menina. A agressão foi tão violenta que causou lacerações na região vaginal da vítima, que ficou dias sem conseguir andar direito.

Uma segunda vítima acusa o arquiteto de estuprá-la durante os jogos universitários da Interfau de 2018. Na ocasião, ele e a menina iniciaram a relação sexual de forma consentida, na barraca do ex-BBB, no entanto, Prior passou a ser violento e ela pediu que ele parasse. O pedido não foi atendido e ele continuou a relação. Ela conta que conseguiu fugir da barraca após ele cair no sono.

A terceira vítima, que conseguiu escapar da consumação do estupro, conta que ele agiu de forma semelhante a das outras meninas, se aproveitando do estado de embriaguez delas. Neste caso, ele também levou a vítima para sua e tentou dominá-las, mas ela conseguiu se desvencilhar e fugir.

A assessoria de Felipe Prior nega que o arquiteto tenha cometido os crimes.

Leia também1 Prior, do BBB 20, é acusado de estupro por duas mulheres
2 Pyong Lee é chamado a depor sobre caso de assédio no BBB
3 No BBB 20, Rafa ora por Prior e passa óleo ungido nele

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo