Leia também:
X SC: Juíza libera professora a não tomar obrigada vacina da Covid

ONS descarta relação de apagões no RJ e MG com crise hídrica

Cidades inteiras ficaram sem luz na noite deste sábado

Pleno.News - 19/09/2021 16h01 | atualizado em 19/09/2021 16h02

Apagão atingiu cidades do Rio de Janeiro e de Minas Gerais Foto: Reprodução/Agência Brasil

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) descartou neste domingo (19) a relação do apagão na noite do sábado (18) em alguns municípios dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais com a crise hídrica que vem causando estresse energético no país. O Operador não reportou nenhuma ocorrência em São Paulo, apesar de relatos, informando que, se houve algum problema, deve ter sido local, pois não chegou ao seu conhecimento.

Como já havia sido relatado por Furnas, o ONS informou que às 21h21 houve um desligamento total da subestação Rocha Leão, de propriedade de Furnas, “devido à atuação da proteção diferencial de barras do setor de 138 kV”, explicou.

De acordo com o sistema de supervisão do Operador, houve interrupção de 696 megawatts (MW) na carga. Às 22h32, o abastecimento estava 100% normalizado.

– O ONS avaliará as causas da ocorrência junto aos agentes envolvidos. Vale ressaltar que o episódio não tem relação com a crise hídrica do País. Reiteramos que, assim que identificado o problema, atuamos prontamente para iniciar a recomposição do sistema e para que o completo fornecimento de energia fosse restabelecido o mais rápido possível – disse o ONS em nota.

*AE

Leia também1 Após erupção de vulcão, web faz piada com tsunami no Brasil
2 Vulcão que pode causar tsunami no Brasil entra em erupção
3 Não há data para taxa extra na conta de luz acabar, diz ministro
4 Governo aprova lei e 25 milhões terão conta de luz mais barata
5 Horário de verão não economiza energia, aponta estudo do ONS

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.