Leia também:
X PF conclui que vacina aplicada em empresários de BH era soro

OMS diz que a produção local de vacinas auxilia o Brasil

Cientista chefe do setor de vacinas do órgão também alertou para as restrições

Pierre Borges - 01/04/2021 15h33 | atualizado em 01/04/2021 15h55

OMS se posicionou a favor da vacina da AstraZeneca Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (1º), a epidemiologista responsável pela resposta da Organização Mundial da Saúde (OMS) à pandemia, Maria Van Kerkhove, avaliou que a situação da pandemia de coronavírus no Brasil é “claramente crítica”, com a maioria das unidades de tratamento intensivo em hospitais com 90% ou mais de ocupação e novas variantes mais infecciosas em circulação.

A cientista brasileira e chefe do setor de vacinas da OMS, Mariângela Simão, afirmou que a situação no Brasil a “preocupa muito”, mas que produção de imunizantes no país por entidades como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan auxiliam no combate local ao vírus, em meio à dificuldade da OMS de distribuir vacinas a todos os países por meio da iniciativa Covax.

Contudo, ela alertou que é importante manter as restrições quanto à circulação do vírus mesmo com a imunização em larga escala.

– [A] Disponibilidade de vacinas não pode dar [a] falsa impressão de segurança aos brasileiros – disse Mariângela.

Leia também1 OMS volta a citar tese de início da Covid em laboratório chinês
2 OMS diz que é preciso derrotar "nacionalismo de vacinas"
3 PF conclui que vacina aplicada em empresários de BH era soro
4 Defesa de Dr. Jairinho diz que declarações de ex são calúnias
5 Comentarista esportivo Walter Casagrande está com Covid-19

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.