O que estava dentro do Museu Nacional, que pegou fogo?

Local era centro de pesquisa e cultura imensurável

Pleno.News - 03/09/2018 08h24

O incêndio que consumiu o Museu Nacional, localizado na Quinta da Boa Vista, Zona Norte do Rio de Janeiro, na noite deste domingo (2), prejudicou um dos maiores acervos históricos do Brasil. O Palácio foi criado pelo rei D. João VI em 1818 e se tornou o primeiro museu do país.

Veja algumas das preciosidades que estavam no local. O crânio de Luzia pode ter sido encontrado por bombeiros nos escombros. Outro artefato precioso, o meteorito Bendegó, permaneceu intacto.

ITENS DO ACERVO PERDIDO
Fóssil humano mais antigo encontrado na América, chamado de Luzia e datado com 13 mil anos

Múmia Kherima, que apresentava um método de mumificação raríssimo. Há apenas oito iguais no mundo

Coleção de múmias egípcias iniciada por D. Pedro I

Fósseis e esqueletos de dinossauros, bicho-preguiça gigante e tigre dente-de-sabre

*Atualizada em 04/09 às 10h47

LEIA TAMBÉM+ Michel Temer e ministros se manifestam sobre incêndio
+ Fotos: Imagens mostram destruição do Museu Nacional
+ Incêndio de grande proporção atinge o Museu Nacional, no RJ

  • Adicione nosso número de WhatsApp: +55 (21) 97150-9158 e envie sugestões direto para a redação.