Leia também:
X Ex-marido que matou juíza fez gesto de “tanto faz” após o crime

Mosca gigante é encontrada por cientistas em São Paulo

Inicialmente, inseto de 6,2 centímetros foi confundido com beija-flor

Thamirys Andrade - 25/12/2020 16h52 | atualizado em 25/12/2020 17h50

Mosca pertence à espécie Pantophthalmus Tabaninus Foto: Divulgação | Edris Queiroz | IBIMM

Inicialmente confundida com um beija-flor, a maior mosca-da-madeira do mundo foi encontrada por cientistas no litoral de São Paulo. Com 6,2 centímetros, o inseto é uma fêmea pertencente a uma espécie rara e pouco catalogada: a Pantophthalmus Tabaninus.

A descoberta aconteceu por acaso. Pesquisadores do Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente (Ibimm) de Peruíbe viram o inseto voando pelo local, e, devido ao tamanho, pensaram que se tratava de um beija-flor. Ao constatarem, no entanto, que era a maior mosca-da-madeira de que tinham conhecimento, eles capturaram o inseto e o preservaram.

Surpresos, os cientistas constataram que a mosca em questão mede 6,2 cm, com 7,9 cm de envergadura e pesa 4,59 g. As fêmeas desta espécie costumam medir até 5 cm de comprimento e 7,5 cm de envergadura, pesando entre 2,5 g a 2,8 g.

Inseto pode causar danos ambientais Foto: Divulgação | Edris Queiroz | IBIMM

DANOS AMBIENTAIS
O inseto foi analisado e seu registro foi publicado na revista científica Brazilian Journal of Animal and Environmental Research.

Segundo especialistas, registros sobre o surgimento de insetos como esse são imprescindíveis, já que eles podem causar danos ambientais ou desequilíbrios ecológicos. As moscas-da-madeira costumam ser nociva às árvores. Elas põem larvas dentro dos troncos e a comem por dentro, podendo levar à queda da árvore.

Leia também1 Inglaterra identifica mineral até então desconhecido no planeta
2 Rússia construirá 2 submarinos atômicos por ano até 2027
3 Neverland, de Michael Jackson, é vendido por US$ 22 milhões
4 Explosão nos EUA abala centro de Nashville e atinge 20 edifícios
5 Elizabeth II deixa mensagem para afetados pela pandemia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.