Leia também:
X Operadora terá que indenizar cliente que passou Natal sem luz

Ministério da Saúde chama Doria de mentiroso e desafia tucano

Governador acusou pasta de desabilitar 3,2 mil leitos hospitalares por motivos políticos

Gabriela Doria - 05/02/2021 18h47 | atualizado em 05/02/2021 19h18

Ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o governador de SP, João Doria Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde divulgou nota, nesta sexta-feira (5), em que acusa o governador de São Paulo, João Doria, de mentir sobre a suposta desativação de 3,2 mil leitos de UTI no estado. Mais cedo, Doria afirmou que o governo federal desabilitou as vagas hospitalares por razões políticas.

Segundo a nota emitida pela pasta de Eduardo Pazuello, “não houve nem há nenhum ato administrativo de desabilitação de leitos de UTI para Covid-19”. O comunicado diz ainda que as decisões do Ministério da Saúde são tomadas em comum acordo com o Conselho Nacional dos Secretários Estaduais da Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

– O governador do estado de São Paulo mente ou tem total desconhecimento do ato. Como o ônus da prova cabe àquele que acusa, resta ao governador comprovar o que chamou de crime e de quebra de acordo federativo. Esse tipo de desinformação é um desserviço ao povo brasileiro – diz o comunicado.

Leia também1 Doria ameaça o governo por resposta sobre leitos e seringas
2 'Churrasco grátis a quem matar Doria' faz comerciante ser preso
3 Prefeita que desafiou Doria: 'Não sou negacionista, sou realista'
4 Pressionado, Doria diminui restrições ao comércio e ao lazer
5 Aras diz que tem sido ‘zeloso’ com apurações sobre Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.