Leia também:
X Rabino é infectado com Covid após receber 2 doses da Pfizer

Ministério da Saúde antecipa início da vacinação para hoje

Data estava prevista para quarta-feira

Pleno.News - 18/01/2021 11h46 | atualizado em 18/01/2021 12h45

Instituto Butantan iniciou a produção de vacina contra a covid-19
Estados brasileiros recebem 6 milhões de doses da CoronaVac Foto: Pixabay

Após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello nesta manhã, governadores comemoram o início da imunização contra a Covid-19 no Brasil, com data acertada para esta segunda-feira (18), às 17h. No Twitter, os líderes celebram o imunizante como “vitória da ciência” e garantem logística para dar início à campanha de vacinação o mais rápido possível.

O governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB), afirmou que o secretário de Saúde do Estado, Carlos Eduardo Lula, já recebeu o primeiro lote de vacinas destinadas ao Maranhão e, “assim que elas chegarem, iniciaremos o transporte e entrega às prefeituras”. Apesar de classificar o momento como uma “grande conquista”, Dino faz um apelo à “viabilização urgente” dos imunizantes, “pois o número inicial é muito pequeno”. Segundo ele, a alternativa mais viável é a fabricação dos imunizantes no Brasil, pelo Butantan e pela Fiocruz. “O foco deve ser esse agora”, afirmou.

No início da reunião desta manhã, os governadores tinham combinado o início da vacinação para terça-feira (19) às 14h. No entanto, Pazuello adiantou para hoje, às 17h. Antes, o planejamento da pasta era iniciar a vacinação na quarta-feira (20) às 10h.

Diante da mudança, governadores foram obrigados a antecipar o calendário de vacinação. Romeu Zema (Novo), governador de Minas Gerais, escreveu ser um “dia emocionante e decisivo na luta contra a pandemia” e afirmou que o estado está “preparado para a chegada da vacina contra a Covid-19”. Segundo a publicação, Minas Gerais iniciará a distribuição e aplicação aos grupos prioritários “imediatamente”.

A antecipação do calendário de imunização também foi noticiada pelos governadores Renato Casagrande (PSB-ES), Wellington Dias (PT-PI), Antonio Denarium (PSL-RR), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS), Camilo Santana (PT-CE). O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), publicou na rede social que “a primeira dose da vacina será aplicada hoje às 17h no Cristo Redentor”.

O Amazonas, que esteve no foco nos últimos dias pelo colapso do sistema de saúde na capital, Manaus, também mostrou-se pronto para iniciar a imunização. O governador Wilson Lima (PSC) ainda afirmou que o estado receberá, além das 256 mil doses preestabelecidas, 50 mil doses doadas pelo Governo de São Paulo.

O aval dado no domingo (17) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alcança a distribuição de 6 milhões de doses da Coronavac, imunizante produzido pela farmacêutica Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, para todos os Estados do país.

Na reunião simbólica de recebimento das doses desta manhã, participaram os governadores do Amapá, Waldez Góes (PDT); Ceará, Camilo Santana (PT); Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB); Goiás, Ronaldo Caiado (DEM); Mato Grosso, Mauro Mendes, (DEM); Pará, Helder Barbalho (MDB); Paraná, Carlos Massa Ratinho Jr. (PSD); Pernambuco, Paulo Câmara (PSB); Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT); Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB); Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL); e o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), em substituição a João Doria (PSDB).

*Estadão

Leia também1 Confira como será a divisão de vacinas da Covid-19 por estado
2 PF vai escoltar vacinas e polícias locais cuidarão da distribuição
3 Com Doria ao lado, enfermeira é imunizada com a CoronaVac
4 CoronaVac foi bancada pelo governo Bolsonaro, diz Pazuello
5 Relatora da Anvisa: "Porque Ele vive, posso crer no amanhã"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.