Leia também:
X Wilson Witzel delega decisão de lockdown a prefeitos do RJ

Michelle Ramos: ‘Meu filho me lembra o milagre que Deus fez’

DIA DAS MÃES: Antônio nasceu prematuro após mãe, ainda grávida, ser baleada na cabeça

Camille Dornelles - 10/05/2020 10h03 | atualizado em 10/05/2020 15h34

Em janeiro de 2018, a jovem Michelle Ramos da Silva Nascimento Araújo foi atingida por um tiro na cabeça durante uma tentativa de assalto em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no estado do Rio de Janeiro. Ela estava grávida de 8 meses e teve que ser submetida a uma cesariana de emergência. Enquanto lutava por sua própria vida, o bebê de Michelle estava lutando pela dele.

Embora tenha ficado sem receber oxigenação adequada por mais de uma hora, Antônio Esdras nasceu sem sequelas. Pouco mais de três semanas depois, o bebê recebeu alta e a família pôde ficar completa em casa. Neste domingo (10), o marido Wallace e o filho comemoram o terceiro Dia das Mães de Michelle com muita saúde e unidos.

Ao Pleno.News, a mãe falou sobre o dia em que se tornou mãe e afirma que mal lembra do assalto, apenas do nascimento de seu filho.

Do que lembra daquele dia do tiro e do nascimento do filho? O que hoje fala mais alto em sua vida?
Hoje o que fala mais alto não é o assalto ou o tiro que obrigou meu filho a nascer. Eu guardo aquele dia 13 de janeiro de 2018 como a data de nascimento do Antonio. Lembro do momento do tiro e de partes do caminho até a UPA. Lembro de sair do carro com a ajuda de um enfermeiro e só até aí. Quando acordei e perguntei para o meu marido como estava o Antonio e ele disse que estava bem, a minha ansiedade maior era de me encontrar com ele, pegá-lo. Na semana seguinte, eu entrei no berçário, o vi na incubadora e não sabia ainda como mexer nele. Eu lembro que não queria nem tocar nele, que era para não machucar, mas a minha experiência de vê-lo foi incomum. Não tem explicação. É um amor que já vinha crescendo dentro de mim, nasceu e agora está crescendo forte, bonito, saudável. É isso o que eu lembro daquele dia e é assim que eu guardo aquele dia no meu coração: o dia do nascimento do meu filho.

O perdão é uma decisão diária! Não é fácil, mas é fundamental para uma vida sem amarras

Para você, o que significa ser mãe?
Ser mãe é uma dádiva divina, um presente maravilhoso, precioso demais, mas que requer muita responsabilidade. A gente fica com aquele serzinho tão pequenininho… Ele vai crescer, vai ter sua própria personalidade, mas a gente tem que ensinar como ele vai se comportar. E isso é uma tarefa muito difícil, a educação. Mas eu acredito que não há nada que Deus dê que Ele não capacite. É muito difícil a correria do dia a dia. Eu e as outras mães que trabalham sentem essa dificuldade. Durante o dia, eles já não têm a gente e à noite sobra um pouquinho de tempo. Mas eu acredito que Deus capacita, dá força, dá graça e sustenta. Acredito que é um papel maravilhoso e eu sou muito grata a Deus por isso.

View this post on Instagram

Nesta semana em que todas as atenções estão voltadas para as mães, convidamos @michellearaujo1929 para deixar um depoimento sobre a maternidade. #PlenoNews #michelleramos #diadasmães

A post shared by Pleno.News (@plenonews) on

O que mais gosta de fazer como mãe e o que mais gosta de ver seu filho fazendo?
O que mais gosto de fazer é cuidar do Antonio e eu gosto de ver ele brincando e “aprontando”, porque a todo o tempo eu me reporto ao milagre que Deus realizou. Foi perfeito, como tudo que Ele faz.

Wallace, Antônio e Michelle vão comemorar Dia das Mães juntos Foto: Arquivo pessoal

De que forma você acha que o perdão pode modificar a vida de mães que sofreram ou sofrem com injustiças cometidas contra seus filhos?
Bem, em primeiro lugar, o perdão é libertador. Libertador não só pra quem sofreu o dano, mas também para o ofensor, nossa vida é curta, não sabemos o dia da morte e não devemos ficar presas no passado, amargurando algo que vai nos impedir de chegar ao final da trajetória. O perdão é uma decisão diária! Não é fácil, mas é fundamental para uma vida sem amarras.

O que sente de Deus sobre a maternidade, mesmo que seja uma missão tão difícil para tantas mães?
É uma missão! Feliz missão, tem dificuldades como toda missão, mas acredito na dependência e capacitação de Deus para concluí- la.

Que mensagem você quer deixar neste Dia das Mães?
Eu quero desejar um feliz Dia das Mães para todas as mães guerreiras que lutam pelos seus filhos e não desistem. Um feliz Dia das Mães! Eu me sinto muito feliz sendo mãe.

Leia também1 Confira o ensaio do bebê que a mãe foi baleada na cabeça
2 'Me agarrei ao Salmo 121', diz marido de mulher baleada
3 Pamela comemora 1º mês de Theo: "Pedacinho do céu"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.