Leia também:
X Queiroga: ‘Se a CPI me chamar, discuto abertamente o que faço’

Mesmo sem aval da Anvisa, SP começa a fabricar a Butanvac

João Doria fez o anúncio nesta quarta-feira (28)

Monique Mello - 28/04/2021 13h12 | atualizado em 28/04/2021 13h37

Instituto Butantan está desenvolvendo vacina nacional contra a Covid-19 Foto: Divulgação/Governo do Estado de SP

O Instituto Butantan vai fabricar um milhão de doses da Butanvac, mesmo com o pedido de testes em humanos negado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A produção custa cerca de R$ 16, um terço do custo da CoronaVac, que custa cerca de R$ 57 aos cofres públicos. A expectativa do instituto é fabricar 40 milhões de doses até o mês de julho.

A Butanvac utiliza como plataforma o vírus de gripe aviária inativado, que funciona como vetor para transportar a proteína Spike. É por meio dela que o Coronavírus se liga às células humanas, instruindo o corpo a induzir a resposta imune contra a Covid-19.

No início da tarde desta quarta-feira (28), o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), fez o anúncio, na sede do Instituto Butantan. Na ocasião, Doria também cobrou agilidade da Anvisa para que aprecie o pedido para o início dos testes clínicos.

 

Leia também1 Bolsonaro sobre se vacinar: 'Sou o último a comer no quartel'
2 Variante indiana pode ser mais resistente a vacinas, diz OMS
3 'Não há orientação do Planalto para não se vacinar', diz Mourão
4 Vacinação em feriados e fins de semana é aprovada no Senado
5 Butanvac: Anvisa diz que dados para testes estão incompletos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.