Leia também:
X Eduardo Paes confirma desfiles das escolas de samba na Sapucaí

Médico de Jair Bolsonaro não descarta novas obstruções

Dr. Antônio Luiz Macedo acompanha o presidente

Gabriela Doria - 04/01/2022 21h40 | atualizado em 05/01/2022 10h16

Antônio Luiz Macedo
Cirurgião Antônio Luiz Macedo Foto: EFE/Sebastião Moreira

O médico cirurgião que acompanha o presidente Jair Bolsonaro, Antônio Luiz Macedo, afirmou, em entrevista à revista Veja, que o chefe do Planalto terá sequelas permanentes por causa da facada sofrida em 2018. Entre elas, o cirurgião não descartou a chance de o presidente ser acometido por novas obstruções intestinais.

Segundo o médico, Bolsonaro terá que ter uma vida com alimentação regrada, o que inclui comer devagar e ter uma dieta equilibrada ao longo da vida.

– Ele não está livre de ter outra obstrução intestinal e vai ter de ser vigiado sempre, para ver se pode evoluir para um quadro cirúrgico – disse Macedo.

Para evitar que Bolsonaro tenha novas obstruções, ele é acompanhado diariamente pelo cardiologista da Presidência, o Dr. Ricardo Camarinha. Segundo Macedo, Camarinha será essencial para Bolsonaro conseguir manter uma dieta equilibrada durante a campanha eleitoral deste ano, quando os candidatos enfrentam viagens, estresse e uma rotina desregrada.

– O médico Ricardo Camarinha nos ajuda muito neste ponto, coordena a alimentação, o momento que ele [Bolsonaro] tem de comer. Tomando as precauções, comendo devagar, mastigando bem a comida e tendo um ambiente calmo para comer, ele consegue. Ele obedece estritamente ao que a gente pede e tem o apoio do Camarinha. Vai cuidar desses aspectos para que não haja o risco de estar em campanha e ter uma obstrução – pontuou Macedo.

Leia também1 Presidente Bolsonaro evolui e retira sonda nasogástrica
2 Deputado diz que "teria prazer de esbofetear" Zé de Abreu
3 Filha do cirurgião relata história marcante na vida do médico
4 Filha do cirurgião de Bolsonaro faz desabafo emocionante
5 Bolsonaro trabalhará do hospital e não passará cargo a Mourão, diz site

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.