CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Fiéis e até padre se unem a bloco que cantava Jesus Cristo

Marchinha zomba de estupro contra Damares e web repudia

Canção debocha do episódio da goiabeira

Gabriela Doria - 02/02/2020 16h26 | atualizado em 05/02/2020 18h16

Família Passos foi a autora da marchinha de mau gosto Foto: Reprodução

Internautas foram às redes sociais para criticar uma marchinha de carnaval que zomba da ministra Damares Alves. A música “Quem deu, deu, quem não deu, não Damares” debocha, entre outras coisas, do estupro sofrido pela ministra quando ainda era criança.

– Quem deu, deu
Quem não deu, não Damares!
Na Goiabeira
Ou em todos os lugares
Quem deu, deu
Quem não deu, não Damares!

A letra da marchinha não foi bem recebida e os autores, que no Twitter se intitulam “Família Passos”, se tornaram alvos de inúmeras críticas.

– O carnaval é uma festa de alegria. Não combina com uma marchinha que usa um episódio de estupro de uma menor que subiu em uma árvore pensando em se matar. Que falta de bom senso. Usem a criatividade de vocês pra trazer alegria, não pra satisfazer vendettas e alimentar o ódio – escreveu um internauta.

Uma usuária também questionou as pautas defendidas pela esquerda.

– Fazem marchinha de carnaval apoiando o estupro e depois reclamam da cultura do estupro, com atitudes assim não adianta sair com adesivo escrito não é não, os pedófilos combatidos pela ministra agradecem vossos engajamentos na causa – apontou uma jovem.

Houve ainda quem lembrasse da vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018, e questionasse sobre a criação de uma marchinha para ela.

– Esse é o povo que pede empatia. E se fizer uma marchinha da Marielle??? – questionou um usuário.

Leia também1 Fiéis e até padre se unem a bloco que cantava Jesus Cristo
2 Prefeita cancela carnaval para fazer obras contra enchentes
3 Petição online repudia samba-enredo da Mangueira

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo