Malafaia volta a falar sobre a decisão de soltar Lula

Para ele, desembargador cometeu uma "afronta ao Judiciário e uma afronta ao povo brasileiro"

Pleno.News - 09/07/2018 21h12

Silas Malafaia comenta mais uma vez a decisão de soltar o ex-presidente Lula Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira (9), o pastor Silas Malafaia voltou a se manifestar sobre a decisão de soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em vídeo, Malafaia disse que que conceder liberdade a Lula é “uma afronta ao Judiciário e uma afronta ao povo brasileiro”.

O desembargador Rogério Favreto aceitou, neste domingo (8), um pedido de habeas corpus de políticos do PT e determinou que Lula fosse solto, o que foi descumprido pelo juiz federal Sérgio Moro. Para Malafaia, a intenção do Partido dos Trabalhadores (PT) com a polêmica é a de instalar o caos no país para que o partido volte ao poder.

– Não podemos aceitar esse jogo dos esquerdopatas que querem desmoralizar o Judiciário, o Legislativo e o Executivo. É instalar o caos para eles virem como solucionadores. Eles mesmos são produtores do caos e de maneira cínica – apontou.

Após diversas decisões, no entanto, o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Thompson Flores, decidiu que Lula deveria continuar preso. Para ele, o caso é da competência do relator do processo, João Pedro Gebran Neto e não do plantonista. Para o pastor, Favreto “envergonha o Brasil no exterior”.

– Não podemos aceitar o estado brasileiro, as instituições que são pilares serem desmoralizadas. Não podemos aceitar. Fica aqui o meu protesto, a minha indignação de ver uma vergonha dessa – ressaltou.

LEIA TAMBÉM+ Para a PGR, só o STJ pode decidir sobre liberdade de Lula
+ Lula já estava com suas malas prontas, afirma jornal
+ Desembargador que soltou Lula é alvo de 6 pedidos no CNJ