Leia também:
X Depois de #RenanVagabundo, #Lulaladrao domina a web

Malafaia: ‘Israel é um Estado soberano agredido por terroristas’

Pastor divulgou vídeo em que critica nota do PT contrária a Israel

Gabriela Doria - 16/05/2021 14h24

Pastor Silas Malafaia defendeu reação do Estado de Israel Foto: Foto: Reprodução/Vídeo de Silas Malafaia

O pastor Silas Malafaia usou as redes sociais, neste domingo (16), para rebater uma nota do Partido dos Trabalhadores acusando o Estado de Israel de promover a violência contra palestinos. No vídeo, o líder religioso acusou o PT de defender terroristas.

– Aí vem o PT com nota dizendo que Israel tem que cessar a agressão e partir para o diálogo? Vocês são cínicos ou apoiam terroristas? É Israel que está sendo agredido por terroristas, mesmo sendo um Estado soberano. E essa resolução da ONU de que tem que criar dois estados, quantas resoluções da ONU já não foram quebradas pelos Estados Unidos, Rússia e China? […] Jerusalém é a eterna e indivisível capital do Estado de Israel!

Malafaia também detalhou a história da origem de Israel e culpou o o grupo terrorista Hamas pelo histórico conflito entre a Palestina e Israel.

– Quem está atacando Israel não é o povo palestino, é o grupo terroristas Hamas, que ocupa a Faixa de Gaza e mantém aquele povo refém. São tão covardes que colocam mulheres e crianças como escudos. Colocam lançadores de mísseis perto de escolas, shoppings e da população. Isto é pra vocês verem o nível de maldade e covardia. Não são os outros palestinos de outras regiões, é o grupo terrorista do Hamas que prega a aniquilação do Estado de Israel – expôs.

LEIA NA ÍNTEGRA A NOTA DO PT CONTRA ISRAEL
O Partido dos Trabalhadores (PT) vem a público manifestar sua profunda inquietação com a escalada da violência patrocinada pelo governo de Israel contra o território palestino, que teve início no último dia 6 de maio, após as comemorações pelo Ramadã, mês sagrado muçulmano.

As tensões foram agravadas pela aprovação da Justiça local de despejo de famílias palestinas de assentamentos em Jerusalém Oriental, que seria analisado pela Suprema Corte israelense nesta segunda-feira, dia 10 de maio, mas teve o julgamento adiado devido ao início dos distúrbios.

O recrudescimento do conflito entre o Hamas e o governo israelense, expondo a população civil aos bombardeios, já resultou em dezenas de mortos, inclusive crianças, o que impõe interromper as agressões, respeitar o direito dos palestinos à sua Pátria e a busca da paz na região.

O PT reitera sua posição histórica de defender a política de “dois estados, duas nações”, nos moldes dos Acordos de Oslo, e chama todas as partes a retomar o diálogo para implementar as resoluções já aprovadas sobre o tema, com o apoio da comunidade internacional.

Leia também1 Biden diz a líder palestino que Hamas deve parar ataques
2 Ex-embaixador de Israel no Brasil relata situação no país
3 Netanyahu diz a Biden que manterá ataque a 'alvos militares' de 'terroristas'
4 Míssil atinge prédio de agências de notícias na Faixa de Gaza
5 Síria dispara foguetes na direção do território israelense

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.