Leia também:
X Justiça determina que Cabral mude de presídio novamente

Luiz Fux cria grupo com Wagner Moura para o caso Dom e Bruno

Equipe também terá o fotógrafo Sebastião Salgado

Monique Mello - 15/06/2022 11h25 | atualizado em 15/06/2022 12h11

Luiz Fux criou grupo de trabalho com Wagner Moura como um dos integrantes Fotos: Nelson Jr./SCO/STF // EFE/Alberto Valdés

O ministro Luiz Fux, que além de presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) é presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), anunciou a criação de um grupo de trabalho para acompanhar as ações na busca do jornalista Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira, no Vale do Javari, na Amazônia.

Nesta terça-feira (14), Fux afirmou que o grupo deverá “acompanhar as ações que estão sendo executadas na busca dos referidos desaparecidos” e “propor medidas que visem a aprimorar a atuação do Poder Judiciário nas questões relacionadas.”

De acordo com o CNJ, o grupo terá atuação no âmbito do Observatório do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas e será composto pelo ator Wagner Moura, pelo fotógrafo Sebastião Salgado, pela antropóloga Manuela Carneiro da Cunha e pela Juíza Auxiliar da Presidência do CNJ, Livia Cristina Marques Peres.

– O caso ora em referência, além de impactar a prestação jurisdicional, envolve, ainda, questão premente de direitos humanos, na medida em que tangencia o resguardo da vida e da incolumidade física dos desaparecidos, reconhecidos por sua atuação em prol da proteção dos direitos dos povos indígenas – disse Luiz Fux.

– Questões de complexidade como esta demandam atuação conjunta e articulada entre os órgãos do Poder Público, para que, respeitados os limites de suas competências institucionais, possamos lograr êxito na sua resolução – acrescentou o ministro.

Dom Phillips e Bruno Pereira desapareceram na região do Vale do Javari, no dia 5 de junho.

Leia também1 Dom e Bruno: Embaixada admite erro sobre corpos e se desculpa
2 Traficante peruano é suspeito de mandar matar Dom e Bruno
3 Boris Johnson se pronuncia sobre sumiço de Dom Phillips
4 Presa na Tailândia, brasileira se declara culpada e reduz pena
5 Moraes dá 15 dias para Malta explicar falas contra Barroso

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.