Leia também:
X Ignorado pelo Telegram, Barroso pode barrar app durante eleições

Justiça do Rio nega recurso, e Flordelis enfrentará júri popular

Ex-deputada ainda não tem data para ser julgada

Gabriela Doria - 20/01/2022 16h13 | atualizado em 21/01/2022 10h58

Flordelis durante a sessão que determinou a cassação de seu mandato Foto: Câmara dos Deputados/Cleia Viana

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou os recursos da defesa da ex-deputada federal Flordelis dos Santos, e ela terá que enfrentar um júri popular.

Flordelis é acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto em junho de 2019, na garagem da casa da família, em Niterói, Região Metropolitana do Rio.

Na decisão, o desembargador Marcus Basílio argumenta que, para aceitar o pedido da defesa, o TJ teria que reavaliar as provas apresentadas, o que não é permitido em instâncias superiores.

O desembargador também negou os recursos apresentados pelas defesas de Marzy Teixeira da Silva e Rayane dos Santos Oliveira, respectivamente filha afetiva e neta biológica de Flordelis.

– Seria necessário o reexame dos fatos e provas produzidos no processo, o que não é permitido às instâncias superiores, que atuam apreciando apenas questões de direito infraconstitucional e/ou constitucional – escreveu.

Flordelis ainda não tem data para ser julgada.

Leia também1 Faria processa Ernesto Araújo por calúnia e difamação
2 Ciro Gomes reaproveita ideia de 'limpar nome' dos endividados
3 Saxofonista cristão André Paganelli é encontrado morto
4 Artistas lamentam morte do saxofonista André Paganelli
5 Mãe de saxofonista encontrado morto: ‘Dia ficou mais triste'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.