Leia também:
X Joice não registrou ocorrência de suposto atentado na Polícia Civil

Justiça de SP suspende vacinação imediata de todos os presos

Liminar obrigava estado a vacinar população carcerária em 15 dias

Gabriela Doria - 23/07/2021 22h01

Justiça de SP suspendeu prazo de 15 dias para governo vacinar presos Foto: Reprodução

O desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), derrubou a liminar que obrigava o governo de São Paulo a vacinar, em um prazo de 15 dias, todos os presos sub custódia no estado.

Franco acatou a um pedido do governo do estado, que afirmou que a imunização dos detentos está ocorrendo conforme o Plano Estadual de Imunização (PEI), que determina a vacinação pela faixa etária.

Em sua decisão, o magistrado afirmou que a determinação para que o estado vacine os custodiados em 15 dias “gera risco de desorganização no cronograma de vacinação estadual na medida em que, indevidamente, determina que sejam imunizados antecipadamente grupos ou pessoas que estão sendo imunizados de acordo com os critérios etários estabelecidos no Programa Nacional de Imunização ou no Programa Estadual de Imunização”.

A gestão estadual informou que aproximadamente 56 mil presos já foram vacinados. O número representa pouco mais de 25% da população carcerária do estado, que é de 207 mil detendo, segundo a Defensoria Pública de SP.

Em nota, o governo de SP justificou que sua população carcerária é mais jovem que a população em geral e que, seguindo este parâmetro, a vacinação deve avançar a partir do próximo mês.

Leia também1 Juiz de 41 anos morre eletrocutado durante jogo de tênis
2 Sem vacinas, Rio suspende 1ª dose e cobra Ministério da Saúde
3 Bolsonaro quer ministro da CGU na CPI: 'Colocar gente nossa lá'
4 Queiroga anuncia rompimento com Precisa Medicamentos
5 Policial civil é morto após arma falhar e sindicato critica governo de SP

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.