Leia também:
X Prefeito petista decreta novo lockdown após alta de casos

Juíza quebra o sigilo bancário e fiscal de Valdemiro Santiago

Decisão acontece em processo que trata de uma dívida no aluguel de um imóvel em Carapicuíba, em São Paulo

Paulo Moura - 17/06/2021 15h05 | atualizado em 17/06/2021 15h44

Valdemiro Santiago

A juíza Rossana Luiza de Faria determinou a quebra do sigilo bancário e fiscal do pastor Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, e de Mateus Machado de Oliveira, ex-presidente da igreja. Isto se deu em decorrência de uma dívida no aluguel de um imóvel em Carapicuíba, em São Paulo, onde funcionava um templo da Igreja Mundial.

O proprietário do imóvel cobra da igreja o valor de cerca de R$ 248 mil, entre aluguéis e encargos. O advogado Carlos Aberto Pereira, que representa o locador, disse à Justiça haver indícios de que valores doados pelos fiéis foram “ocultados” nas contas bancárias de Valdemiro.

Por conta dessa alegação, o sigilo bancário de Valdemiro e de Mateus foi quebrado pela Justiça, para que seja apurado se há, de fato, confusão patrimonial entre as contas da igreja, do líder e do ex-presidente dela. É a segunda vez neste ano que uma medida desse tipo é tomada pela Justiça em processos envolvendo a denominação.

A medida não foi executada na primeira vez porque a igreja quitou a dívida assim que a quebra do sigilo bancário foi noticiada, em março. Com o pagamento, a Justiça revogou a medida. Na defesa apresentada no processo de Carapicuíba, Valdemiro disse que não pode ser alvo da cobrança, pois não faz parte do estatuto social da igreja e tampouco assinou o contrato de locação como fiador.

A Igreja Mundial não contesta a dívida com o locador do imóvel, mas questiona os valores cobrados. Afirma que seriam R$ 202 mil, e não R$ 248 mil. Valdemiro e Mateus ainda podem recorrer quanto à quebra de sigilo.

Leia também1 Governador do MA, Flávio Dino anuncia sua saída do PCdoB
2 Eleições: Bolsonaro diz que não comentará preferência para SP
3 PTB expulsa deputada pega com microfone da Globo em reunião
4 Cristiana Lôbo, da GloboNews, está afastada há quase 8 meses
5 SP: Câmara debate mudar nome 'Escolhi Esperar' de projeto de lei

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.