Leia também:
X Renan critica suspensão de vacina a adolescentes e fala em ‘crime de Bolsonaro’

José de Abreu xinga Tabata Amaral no Twitter: ‘Canalha!’

Ator criticou deputada por defender a "terceira via"

Gabriela Doria - 19/09/2021 08h54 | atualizado em 19/09/2021 08h55

José de Abreu xingou Tabata Amaral de “canalha” Foto: Reprodução

Sempre polêmico, o ator José de Abreu usou as redes sociais neste sábado (18) para xingar a deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP). A ira do artista foi motivada por uma declaração da parlamentar ao jornal O Globo, em que ela afirmou que era preciso construir uma alternativa “que fure a polarização entre Lula e Bolsonaro”.

No Twitter, Abreu compartilhou um trecho da entrevista, e disparou na legenda: “canalha!”.

A declaração de Tabata foi feita após ser questionada sobre as manifestações convocadas pelos grupos MBL, Vem Pra Rua e Livres contra Bolsonaro – que tiveram baixa adesão. Na visão de deputada, é preciso conquistar as classes mais populares para o movimento.

– Na última manifestação, foi a primeira vez que vi pessoas da comunidade dizendo que queriam ir para a rua se manifestar contra Bolsonaro. As pessoas estão vendo o desemprego, a inflação e os crimes do presidente. O impeachment [de Bolsonaro] está em pauta. […] Precisa furar a bolha da esquerda e da direita. Precisa chegar ao povo – defendeu Tabata.

Entrevista de Tabata Amaral desagradou Zé de Abreu Foto: Reprodução

TABATA SE FILIA AO PSB
A deputada federal Tabata Amaral anunciou sua filiação ao PSB, na madrugada desta sexta-feira (17), durante participação no programa Conversa com Bial, na TV Globo. Após dois anos de um imbróglio na Justiça, Tabata recebeu autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em maio deste ano, para sair do PDT sem perder seu mandato.

– Como alguém que acredita em partidos e [que] ficou dois anos nessa luta para conseguir o direito de se filiar a um novo partido, eu vou para o PSB. Foram muitas conversas. E vou muito feliz – disse a parlamentar.

A sigla é a mesma que abriga o namorado da deputada, o prefeito de Recife, João Campos.

– A minha trajetória na política é independente, e a conversa com todos os partidos foi muito independente. E, para ser muito sincera, acho tão natural que eu e o João estejamos no mesmo lugar, porque a gente têm uma visão de Brasil que é muito compartilhada – apontou.

SAÍDA DO PDT
Por 6 votos a 1, o TSE aprovou que Tabata deixasse o PDT sem perder o mandato como deputada federal. A Corte entendeu que o tratamento dispensado pelo partido à parlamentar, após ela votar a favor da reforma da Previdência, configura “justa causa” para a saída da legenda.

A Resolução 22.610/2007 do TSE permite a desfiliação com a continuidade do mandato se houver justa causa, tais como incorporação ou fusão do partido; criação de novo partido; mudança significativa ou desvio constante do programa partidário; e grave discriminação pessoal.

Para o ministro Sérgio Banhos, relator do caso de Tabata, houve “quebra das expectativas” por parte do PDT e divulgação de material “ofensivo” ao grupo político do qual Tabata pertence.

Banho destacou que ficou evidente “a grave quebra de isonomia entre filiadas que estavam em situação de igualdade no que tange à prometida liberdade de atuação no Congresso Nacional e à submissão às regras intrapartidárias de fidelidade partidária”.

Leia também1 Tabata Amaral anuncia filiação ao PSB e cita machismo no PDT
2 Eduardo Bolsonaro ironiza atos do MBL: 'Nem o DataFôia dá jeito'
3 Renan critica suspensão de vacina a adolescentes e fala em 'crime de Bolsonaro'
4 Ex-global, "Beiçola" revela que era 'desprezado' na Globo
5 Apesar de "polêmica", Frias já explicou Casa de Cultura Digital

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.