Leia também:
X Vídeo! Menina alimenta jacaré com ‘espetinho’ de piranha

Hang acusa Twitter de ‘censura’ e garante que ‘seguirá lutando’

O empresário teve conta na plataforma suspensa

Pleno.News - 13/01/2022 19h08 | atualizado em 14/01/2022 12h49

Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan Foto: Divulgação/Havan

Um dia após ter sua conta do Twitter suspensa, o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, classificou como “censura” a medida adotada pela plataforma.

Em nota oficial enviada à imprensa, o empresário rechaçou a justificativa dada pela rede social, que o acusou de divulgar conteúdo enganoso após Hang publicar um vídeo em que um neurocirurgião questiona a vacinação infantil contra a Covid-19.

– A suspensão da conta do empresário Luciano Hang (@LucianoHangBr) ontem, 13 de janeiro, é mais um ato de censura contra a liberdade de expressão e opinião. A justificativa da rede social não reflete a verdade dos fatos, pois não há nenhuma determinação judicial prevendo ao empresário a impossibilidade de ter uma conta na plataforma – disse o comunicado.

O texto também cita a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que havia determinado, em abril do ano passado, a suspensão de contas de Hang que já haviam sido suspensas – decisão esta que não inclui o perfil que agora foi bloqueado pelo Twitter.

Em outro trecho, a assessoria de Hang aponta que “outro indício” de que se trata de “um ato de censura” é o fato de que a plataforma não informou quais regras o empresário teria violado.

– No antigo perfil (@Luciano_Hang) diz que a “conta foi retida em resposta a uma demanda legal”. Já agora consta que a suspensão se deu pela violação das regras do Twitter. Até o presente momento, não houve um parecer da plataforma sobre quais supostas violações teriam sido realizadas pelo perfil – afirmam os representantes de Hang.

Por fim, a nota expõe uma declaração do próprio empresário, em que ele manda um recado aos que “estão aplaudindo” a decisão do Twitter.

– Aqueles que estão aplaudindo [a plataforma] por me suspenderem das redes sociais têm que lembrar que um dia podem chorar por não terem a liberdade para se manifestar também. Eu não preciso de nada disso. Poderia ficar no meu canto trabalhando, fazendo o que todo mundo faz, mas isso não deixaria um legado, e mais: não faria tanta diferença para o nosso país. Vou seguir lutando por aquilo que acredito que vale a pena e pelo melhor para o Brasil. Lembrem-se: a liberdade é inegociável e mais importante do que a própria vida – finaliza.

Leia também1 Twitter suspende a conta de Luciano Hang, dono da Havan
2 Hang reage à conta suspensa no Twitter: 'Momentos estranhos'
3 Hang ironiza possível nova CPI da Covid: 'Novela mexicana'
4 Onyx critica Lula por falas sobre a reforma trabalhista
5 Joaquim Barbosa se sentiu usado por Moro, diz colunista

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.